PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Saque imediato de até R$ 998 do FGTS termina neste mês; veja como fazer

Thâmara Kaoru

Do UOL, em São Paulo

02/03/2020 04h00Atualizada em 06/03/2020 16h32

Resumo da notícia

  • Valor do saque depende de quanto de dinheiro tinha na conta do FGTS em 24 de julho de 2019
  • Se não sacar, o dinheiro permanece no fundo de garantia
  • Trabalhador pode pedir para transferir dinheiro do saque imediato por aplicativo de celular

Quem ainda não fez o saque imediato de até R$ 998 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) tem até o dia 31 deste mês para retirar o dinheiro.

Pelo saque imediato, trabalhadores podem retirar até R$ 998 de cada conta do fundo de garantia, seja ativa (do emprego atual) ou inativa (de empregos antigos).

O que determina o valor do saque é quanto havia na conta do trabalhador no dia em que a medida provisória que liberou o dinheiro começou a valer.

  • Quem tinha até R$ 998 na conta em 24 de julho de 2019: pode sacar todo o dinheiro da conta
  • Quem tinha mais de R$ 998 na conta de 24 de julho de 2019: pode sacar R$ 500 da conta

O que acontece se não sacar?

Se não sacar, o dinheiro vai permanecer no fundo de garantia, podendo ser retirado em algumas situações, como na compra da casa própria ou na aposentadoria.

Como sacar e quais documentos levar?

Veja os canais para saque e os documentos necessários:

  • Aplicativo FGTS (disponível na App Store ou Google Play): o trabalhador pode indicar uma conta de mesma titularidade para transferir os valores, sem nenhum custo
  • Lotéricas: até R$ 100 com documento de identidade; até R$ 998 por conta com senha do Cartão do Cidadão e documento de identidade
  • Caixas eletrônicos: até R$ 998 por conta com senha do Cartão do Cidadão
  • Agências da Caixa: até R$ 998 por conta com documento de identidade
  • Correspondentes Caixa Aqui: até R$ 998 por conta com documento de identificação, Cartão do Cidadão e senha do cartão

Para agilizar o atendimento presencial, o trabalhador deve levar a Carteira de Trabalho. A transferência do dinheiro para outros bancos será gratuita, segundo a Caixa.

Por que o valor do saque aumentou?

O saque imediato foi proposto pelo governo por medida provisória. Apesar de ter força de lei e começar a valer imediatamente, a MP precisava ser analisada no Congresso.

Durante discussão na Câmara, deputados decidiram permitir que os trabalhadores que tinham até um salário mínimo (R$ 998 em 2019) no fundo quando a medida entrou em vigor, em 24 de julho, pudessem sacar todo o valor, em vez de até R$ 500. O Senado também aprovou essa mudança, e o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei com essa permissão.

O limite maior, de até R$ 998, começou a valer em dezembro do ano passado. Como muitas pessoas já tinham sacado R$ 500, é possível que elas tenham um valor adicional para retirar, de até R$ 498.

Como saber o saldo da conta em 24 de julho de 2019?

É possível descobrir o saldo da conta em 24 de julho de 2019 pelo site da Caixa ou pelo aplicativo do FGTS (disponível na App Store ou Google Play). A consulta é possível após fazer um cadastro e criar uma senha.

Saque anual (saque-aniversário) é outra coisa

Além do saque imediato, o governo criou de uma nova modalidade, o saque-aniversário, que permite retirar uma parcela do FGTS todo ano, com a condição de não poder sacar o saldo total da conta se for demitido sem justa causa. A multa de 40% do FGTS não muda.

O valor anual recebido será de acordo com o total de dinheiro que o trabalhador tem no fundo. No aplicativo da Caixa é possível simular quanto receberia com o saque-aniversário.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Como fazer o cadastro no aplicativo do FGTS

UOL Notícias
PUBLICIDADE