PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Procon faz acordo com sindicato por venda de botijão de gás a R$ 70 em SP

Moradores da Vila Guilherme, zona norte de SP, fazem fila para comprar botijão de gás - 27.mar.2020 - Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Moradores da Vila Guilherme, zona norte de SP, fazem fila para comprar botijão de gás Imagem: 27.mar.2020 - Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

15/04/2020 12h16

O Procon fez um acordo com o Sindicato das Empresas Representantes de Gás Liquefeito de Petróleo da Capital e dos Municípios da Grande São Paulo (Sergás) para limitar o preço da venda do botijão de gás de cozinha de 13 kg a R$ 70.

O acordo foi feito após o órgão de defesa do consumidor receber mais de 300 denúncias de falta de botijões e cobranças abusivas desde o início da quarentena.

O sindicato, que representa 22 revendedoras, afirmou que todos os seus associados venderão o botijão de gás na sede da revendedora cadastrada e legalizada junto à Agência Nacional de Petróleo - ANP, desde que o consumidor leve o seu botijão vazio para troca, pelo preço de R$ 70.

Aqueles que cobrarem preço superior ao acordado terão que demonstrar que praticavam tais valores antes do período da pandemia. Caso o consumidor peça o gás para entrega em domicílio, a taxa de entrega não pode ser superior a R$ 9,90.

O acordo vale até 30 de julho e também estabelece que durante esse período a venda de gás será limitada ao máximo de um botijão por pessoa.

PUBLICIDADE