PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Reforma Tributária

Nova CPMF não deve incidir sobre aplicações financeiras, diz análise da XP

do UOL, em São Paulo

03/08/2020 16h00

Resumo da notícia

  • Nova CPMF não vai taxar investimentos, disse Economia ao BC, segundo XP
  • Bolsonaro liberou Paulo Guedes para tentar aprovar nova CPMF no Congresso
  • Novo imposto taxaria apenas transações de crédito e débito nas contas correntes

A equipe econômica decidiu que o novo imposto sobre transações eletrônicas, apelidado de nova CPMF, não deve taxar aplicações e investimentos financeiros. A informação foi divulgada pelo Infomoney, citando apuração da equipe de análise política da XP Investimentos.

Segundo a equipe de análise política da XP, a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, determinou que apenas as transações de crédito e débito nas contas correntes serão tributadas.

A apuração aponta que o Banco Central defende que o novo imposto não atinja compra de ações, títulos, nem aplicações. Por isso, o BC teria recebido da equipe de Guedes a informação de que a nova CPMF não vai taxar produtos e serviços nessa área.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse domingo que se "o povo não quiser", não recriará uma nova CPMF (imposto sobre transações). Na última semana o ministro da Economia, Paulo Guedes, recebeu aval do Planalto para discutir a implementação do novo imposto.

A criação de uma nova CPMF é polêmica. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), um dos principais articuladores da reforma, já se posicionou contra a recriação.

Reforma Tributária