PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Mídia e Marketing

Patricia Macedo, da Kimberly-Clark: Empatia faz toda diferença na inovação

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/03/2021 04h00

A pandemia causada pela covid-19 fez com que o marketing se "reencontrasse" com sua verdadeira missão.

Essa é a opinião de Patrícia Macedo, diretora de marketing da Kimberly-Clark - dona de marcas como Huggies (fraldas), Neve (papel higiênico), Intimus (absorvente) e Kleenex (lenços de papel). A executiva foi a entrevistada do episódio #76 do podcast Mídia e Marketing, publicado nesta semana.

"O papel do marketing é ser curioso, é ser empático. Marqueteiro que não veste o sapato do consumidor, não é marqueteiro verdadeiro. [Com a pandemia] A gente resgatou conceitos até básicos da nossa missão como profissionais. Profissional de marketing tem que gostar de gente", declara (no arquivo acima, este trecho está a partir de 10:35).

Patrícia também fala sobre o impacto da pandemia nos negócios da empresa - principalmente sobre a 'corrida ao papel higiênico' em tempos de quarentena e isolamento social.

"Talvez a gente esteja na era da higiene. Isso está no inconsciente das pessoas. A gente tem esse impulso de proteger a família. Fomos muito cuidadosos com o abastecimento das lojas. Estamos num pedacinho da higiene que é muito importante: a intimidade, no momento mais íntimo das pessoas. Temos que observar isso e nos conectar ao consumidor neste momento de higiene", afirma (a partir de 5:43).

E teremos uma era da higiene no mundo pós-pandêmico? Como as marcas estão se preparando para essa nova época?

"Muitos dos nossos produtos atendem a pedidos do consumidor. Aprendi na faculdade que necessidade não se cria: você ativa uma necessidade do consumidor. Neste momento, a empatia faz toda a diferença no nosso processo de criação, no nosso processo de inovação", diz a executiva (no arquivo acima, este trecho está a partir de 4:01).

Mídia e Marketing