IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Logo de substituto do McDonald's na Rússia vira piada nas redes sociais

Rede Uncle Vanya"s teria usado letra "b" do alfabeto cirílico, que se pronuncia como um ?v? - Serviço Federal de Propriedade Intelectual da Rússia
Rede Uncle Vanya's teria usado letra "b" do alfabeto cirílico, que se pronuncia como um ?v? Imagem: Serviço Federal de Propriedade Intelectual da Rússia

Do UOL, em São Paulo

17/03/2022 15h15Atualizada em 11/06/2022 13h01

A rede Uncle Vanya's, que deve assumir os mais de 800 restaurantes que antes eram da McDonald's e agora estão abandonados na Rússia por causa do boicote à guerra, divulgou uma logomarca que virou piada nas redes sociais por sua semelhança com os arcos dourados da empresa norte-americana de fast food.

Segundo o jornal britânico The Independent, a foto do logo foi divulgada pelo serviço federal de propriedade intelectual da Rússia, que cuida de patentes, e mostra um "b" no alfabeto cirílico, que se pronuncia como um "v", de "Vanya's".

A semelhança apontada nas redes é que o B é formado pelo tradicional "M" ostentado nos restaurantes da McDonald's mundialmente, só que deitado.

"Eles literalmente só viraram o logo da McDonald's de lado e o colocaram em um retângulo. Isso é brincadeira, certo?", questionou um dos internautas ao comentar o assunto no Twitter.

"Eles não conseguiram nem chamar um designer gráfico para recriar o logo? Dá para ver que eles baixaram a imagem online e fizeram umas adições", disse outra.

De acordo com a agência de notícias ucraniana Nexta, um pedido de registro de marca para a rede Uncle Vanya's foi feito na semana passada junto às autoridades russas. Um grupo de empresários do país comandado por Putin estaria liderando a implementação do restaurante na nação. A expectativa é de que os produtos sejam "100% russos".

Segundo um site de franquias com o endereço da lituana, o restaurante Uncle Vanya's trabalha com "cozinha clássica russa com uma interpretação moderna" e foi fundado em 2013. Não há mais informações sobre a marca.

Procurado pelo The Independent e pelo jornal Daily Star, o McDonald's não se pronunciou sobre o caso.

Saída da McDonalds gerou filas no país

O McDonald's foi uma das marcas internacionais que anunciou a saída da Rússia após o início da invasão à Ucrânia em 24 de fevereiro.

"Nossos valores mostram que não podemos ignorar o sofrimento humano causado à Ucrânia", explicou em uma carta aberta aos empregados russos o CEO da marca, Chris Kempczinski, ao anunciar a decisão de fechar todas as lojas do país no dia 8 de março.

Ele disse não saber se as lojas voltarão a funcionar algum dia, mas garantiu que os salários dos 62 mil empregados no país continuariam sendo pagos.

Com o fechamento da rede de fast-food, uma comoção tomou parte do país. Fotos publicadas nas redes mostraram clientes russos na porta de algumas lojas do McDonald's e alguns estocando hambúrgueres em congeladores. Em uma plataforma russa de classificados, a Ativo, era possível ver hambúrgueres, bebidas e pacotes individuais de molho sendo comercializados. Um dos vendedores chegava a pedir 104 mil rublos, o equivalente a R$ 4,4 mil, por uma torta frita de cereja.