PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Preço médio da gasolina bate recorde, a R$ 7,27; em SP, atinge R$ 8,599

Preço médio nos postos pesquisados em todo o país foi o maior desde o início da divulgação do levantamento semanal, em 2004 - iStock
Preço médio nos postos pesquisados em todo o país foi o maior desde o início da divulgação do levantamento semanal, em 2004 Imagem: iStock

Do UOL*, em São Paulo

27/04/2022 09h54Atualizada em 27/04/2022 11h53

O preço médio da gasolina comum subiu a R$ 7,27 na semana entre 17 e 23 de abril, de acordo com dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) — o maior patamar desde que o órgão começou a divulgar o levantamento semanal de preços, em 2004.

O maior preço encontrado nos 5.235 postos pesquisados em todo o país foi de R$ 8,599, em São Paulo, e o menor, de R$ 6,190, em Macapá.

O recorde anterior para o combustível era de R$ 7,267, registrado na semana entre 13 a 19 de março, logo após a Petrobras aumentar os preços da gasolina, diesel e GLP para as distribuidoras.

O valor do combustível subiu 0,7% em relação ao período anterior, de 10 a 16 de abril, quando ficou em R$ 7,219. Essa foi a segunda alta semanal consecutiva.

Segundo a agência, o preço do etanol também subiu em relação à semana anterior, e chegou à média de R$ 5,496 o litro em todo o país. O preço mínimo registrado na semana para o etanol em um posto foi de R$ 4,479 o litro, em São Paulo, e o máximo, de R$ 7,699 o litro, foi verificado em um posto do Rio Grande do Sul.

Gasolina puxa alta da inflação

A prévia da inflação oficial, divulgada hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ficou em 1,73% em abril —maior variação para o mês desde 1995.

O setor de transportes foi o que mais pesou no resultado, com alta de 3,43% em relação ao mês anterior. A gasolina teve o maior impacto individual, com aumento de 0,48 ponto percentual.

*Com Estadão Conteúdo