PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Golpe da gasolina engana clientes com produtos desnecessários, diz TV

Tom Merton/Getty Images
Imagem: Tom Merton/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/06/2022 22h31

Um posto de gasolina em Porto Alegre (RS) foi fechado pelo Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) da cidade por golpes aplicados em clientes, mas reabriu. Anos depois, o esquema parece ter sido aperfeiçoado. As informações são do programa Fantástico da TV Globo.

Segundo a reportagem, os chefes de uma rede de postos de gasolina na capital do estado pressionam para que os frentistas e outros funcionários participem do golpe. Para enganar os consumidores, os trabalhadores forjam manchas de óleos no chão ou criam uma fumaça falsa no carro.

Assim, uma ida de rotina ao posto pode gerar uma conta superior a R$ 1 mil, como foi o caso de José, de 73 anos. A filha o encaminhou para a delegacia do consumidor quando do pai foi colocar R$ 50 de gasolina e acabou gastando R$ 1,3 mil, após fumaça sair do capô do carro dele e terem sido adicionados produtos não autorizados por ele na compra.

Ao analisar o recebido, a filha também notou produtos superfaturados, além do posto ter supostamente resolvido problemas que não existiam no carro de José.

Um áudio obtido pelo Fantástico mostra um chefe pressionando os funcionários: "Nós temos até sábado para fechar a meta, hein? Não se esqueça. Em último caso, no caso de não bater a meta, nós vamos trabalhar domingo. Todo mundo. A cobrança só vai aumentar. Quem não está preparado, para a cobrança pode sair. A empresa agradece".

Casos parecidos foram relatados em São Paulo e Santa Catarina.