IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

OPINIÃO

Madeleine: Debate das privatizações foi idiotizado pela polarização

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/04/2023 12h47Atualizada em 08/04/2023 12h25

O clima de polarização política no Brasil prejudicou o debate em torno das privatizações, na opinião da colunista do UOL Madeleine Lacsko. A discussão ganhou força com a retirada dos Correios e outras estatais do plano de privatização do governo.

O debate sobre a privatização foi idiotizado completamente. De um lado, há uma força política contra todo tipo de privatização, mas que já privatizou. Do outro, uma força política vendendo o peixe de que 'tem que privatizar tudo mesmo' e com histórias mirabolantes.
Madeleine Lacsko, colunista do UOL

Em participação no UOL News desta sexta, Lacsko citou alguns exemplos de estatais pelo mundo, como o caso dos serviços dos correios —e que funcionam bem. Ela também avaliou que a necessidade de investimento privado para outros serviços e reforçou que, apesar de a polarização política atrapalhar a discussão, o governo pode aproveitá-lo para promover o desenvolvimento.

Existem avanços que precisam de investimentos privados, como por exemplo no saneamento. Esse debate foi capturado pela polarização e foi idiotizado. Espero que a idiotização seja só para capturar esse debate público mais acalorado e que as ações reais de governo sejam feitas com vistas ao futuro do Brasil.
Madeleine Lacsko, colunista do UOL

Tales: Além de Bolsonaro, Albuquerque deve ser indiciado no caso das joias

Além do ex-presidente Jair Bolsonaro, o almirante Bento Albuquerque também deve ser indiciado no escândalo das joias sauditas, na opinião de Tales Faria. O colunista projetou os próximos passos das investigações, com os dois protagonistas brigando para tentar incriminar um ao outro no caso.

Todos sabiam que isso acabaria com Bolsonaro sendo indiciado. Não estão falando muito, mas muito provavelmente o almirante Bento [Albuquerque] também será indiciado. Os dois terão que se explicar e devem brigar no meio do caminho, porque Bolsonaro está tentando jogar para cima do Bento, que está tentando sair como pode. Ele terá que entregar tudo, ou levará a culpa também. Tales Faria, colunista do UOL

Tales: Lula não deixa clara relação com centrão e cria problema desnecessário

Ao analisar a crise envolvendo Juscelino Filho, Tales avaliou que Lula cometeu um "erro grave" na forma como cuidou da entrada do União Brasil, partido ao qual pertence o ministro das Comunicações. Para o colunista, a relação nebulosa entre o presidente e o centrão gerou uma grande dor de cabeça para o governo.

Foi um grande erro do Lula a forma como ele tratou a entrada do União Brasil no governo. Para ter o centrão, ele deveria ter deixado claro desde o início que, a qualquer acusação, o ministro nomeado sairá para se explicar e pode voltar depois. Com isso, neutralizaria possíveis crises com a saída de ministros do centrão. É evidente que Juscelino não poderia estar no governo. O Lula não deixou clara a relação dele com o centrão e o governo criou desnecessariamente um problema para si. Tales Faria, colunista do UOL

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em três edições: às 8h, às 12h e às 18h. O programa é sempre ao vivo.

Quando: de segunda a sexta, às 8h, às 12h e 18h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa: