IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Confiança total no Haddad, diz líder do PT após crítica de parte do partido

Zeca Dirceu e Fernando Haddad em reunião - Divulgação
Zeca Dirceu e Fernando Haddad em reunião Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

19/04/2023 16h25Atualizada em 19/04/2023 16h34

Zeca Dirceu (PT-PR), líder do partido na Câmara, reforçou sua confiança "total" no ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), em meio a divergências internas da sigla.

O que aconteceu:

O deputado ressaltou que a bancada está "unida" e tem "confiança total no Haddad e amplo apoio às medidas adotadas". A declaração ocorre após o envio do novo arcabouço fiscal ao Congresso. Segundo Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara, a Casa deve votar a regra até 10 de maio.

Zeca disse que o marco econômico deseja reverter o que foi feito em "governos anteriores, que tantos prejuízos trouxeram aos investimentos, programas e políticas sociais".

O deputado elogiou as medidas econômicas adotadas pelo governo Lula, apesar dos desafios do cenário, e disse ter encerrado "há pouco uma longa e boa reunião com toda bancada".

Os temas citados em nota por Zeca incluem o salário mínimo, isenção do imposto de renda, Bolsa Família e a inflação.

Conforme publicou a colunista Carla Araújo, divergências internas demonstram a queda de braço entre alas do PT, principalmente na economia.

Apuração da colunista mostra que Haddad venceu duas batalhas e foi derrotado em uma: levou a reoneração dos combustíveis e o arcabouço fiscal, mas perdeu a mudança na regra da Receita Federal que acabaria com a isenção de US$ 50 para importações e afetaria varejistas asiáticas.