PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Cotações

Yuan recua com intensificação de disputas comerciais; expectativa de estímulo impulsiona índices chineses

De Xangai

18/09/2018 07h50

 O yuan recuou nesta terça-feira (18) depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que Washington vai impor tarifas sobre mais US$ 200 bilhões em importações chinesas, provocando forte repreensão e com declarações de Pequim de que será obrigada a retaliar.

A intensificação das disputas comerciais entre as duas maiores economias mundiais causou alguma agitação nas ações chinesas no início do pregão.

No entanto, os índices acionários se recuperaram à tarde e fecharam em alta depois que Pequim prometeu revidar. Os ganhos nos papéis de infraestrutura sustentaram o mercado, com alguns investidores apostando que a China aumentará o investimento em estradas e pontes para compensar o impacto da última rodada de tarifas de Trump, grande parte da qual já foi precificada pelos mercados.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 2%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 1,82%.

Na segunda-feira, Trump impôs tarifas de 10% sobre cerca de US$ 200 bilhões em importações chinesas e ameaçou tarifar mais US$ 267 bilhões em produtos se a China retaliar. 

O Ministério do Comércio da China respondeu em comunicado que Pequim não tem escolha senão reagir e que espera que os Estados Unidos "corrijam" seu comportamento. 

O yuan no exterior caiu de 6,8635 por dólar quando comunicado do ministério foi publicado para a mínima de 6,8730 por dólar.

"As novas medidas dos EUA estão totalmente dentro das expectativas", disse Wen Feng, gerente de investimento da casa de hedge fund Shanghai V-Invest.

  • No Japão, o índice Nikkei avançou 1,41%, a 23.420 pontos.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,56%, a 27.084 pontos.
  • Na China, o índice SSEC ganhou 1,82%, a 2.699 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, na China, avançou 2,01%, a 3.269 pontos.
  • Na Coreia do Sul, o índice Kospi teve valorização de 0,26%, a 2.308 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou baixa de 0,63%, a 10.760 pontos.
  • Em Singapura, o índice Straits Times desvalorizou-se 0,07%, a 3.139 pontos.
  • Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 recuou 0,38%, a 6.161 pontos.

Cotações