IPCA
0.75 Mar.2019
Topo

Gol e Latam são maiores beneficiárias de recuperação judicial da Avianca, vê Itaú BBA

Paula Arend Laier

2018-12-12T08:30:42

12/12/2018 08h30

SÃO PAULO, 12 Dez (Reuters) - O pedido de recuperação judicial feito pela Avianca Brasil na segunda-feira (10) e conhecido na véspera tem um impacto positivo para ações do setor aéreo, na visão de analistas do Itaú BBA, principalmente para as companhias Gol e Latam, que têm uma considerável sobreposição de rotas com a empresa.

Na terça-feira (11), os papéis da Gol fecharam em alta de 13%, e as ações da Latam, negociadas no Chile, valorizaram-se 4,2%.

A Avianca Brasil, quarta maior companhia aérea do país, pediu recuperação judicial, afirmando que suas operações têm sido ameaçadas por uma potencial retomada de aeronaves por credores. 

A equipe do Itaú BBA também considera o evento positivo para a Azul. "A Avianca Brasil voa com aviões Airbus e também tem A320neos em sua frota. Se a Avianca Brasil não conseguir pagar o leasing dessas aeronaves, nós acreditamos que a Azul poderia eventualmente negociá-los com os locadores --e isso aceleraria o plano de crescimento da empresa."

As ações da Azul fecharam em alta de 6,5% na véspera.

Na nota enviada nesta manhã, a equipe do Itaú BBA também cita que, caso a Avianca Brasil interrompa suas operações, seus slots seriam redistribuídos entre Latam, Gol e Azul. Procurada na véspera, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não se manifestou sobre os slots da Avianca.

(Edição Alberto Alerigi Jr.)

Mais Economia