PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Estrangeiros retiram US$4,3 bi em ações do Brasil em 2018, pior dado em uma década

Marcela Ayres

28/01/2019 12h24

BRASÍLIA (Reuters) - Os investidores estrangeiros retiraram US$ 4,265 bilhões em ações do Brasil em 2018, pior dado em uma década, mostraram dados divulgados pelo Banco Central nesta segunda-feira (28), que também apontaram saída recorde em fundos de investimento.

No acumulado em 12 meses, o movimento negativo acentuou-se nos últimos meses do ano, apesar de localmente a definição do cenário eleitoral ter injetado otimismo nos mercados com a vitória de Jair Bolsonaro, identificado como o candidato comprometido com as reformas e com a abertura da economia.

Olhando apenas para os papéis negociados em Bolsa, esta foi a primeira vez que o dado ficou no vermelho desde 2008, ano marcado pela crise financeira global, com saída de US$ 10,850 bilhões. Em 2017, houve ingresso de US$ 2,582 bilhões.

Em relação aos fundos de investimento, os estrangeiros retiraram US$ 3,417 bilhões no ano passado, performance mais fraca da série histórica do BC iniciada em 2010. Em 2017, houve entrada de US$ 2,711 bilhões.

Questionado sobre o porquê do movimento, o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, chamou a atenção para a oscilação inerente a esses dados e para o comportamento tradicionalmente negativo em dezembro.

"Nós tivemos uma oscilação, alternando ingressos e saídas, e, na soma desses resultados, prevaleceram as saídas", disse.

"No caso de dezembro, aproximadamente os mesmos montantes que saíram em dezembro estão ingressando em janeiro, aparentemente isso confirma se tratar de um evento sazonal", acrescentou.

Até o dia 24 de janeiro, apontou Rocha, o ingresso do investimento estrangeiro em ações e fundos de investimento no país somou US$ 4,1 bilhões. Em dezembro, houve saída de US$ 4,5 bilhões.