IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Cotações


BC do Japão diz que juros muito baixos vão durar por mais um ano

Por Leika Kihara e Stanley White

25/04/2019 07h33

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão determinou um cronograma em sua orientação futura pela primeira vez ao dizer a investidores que vai manter a taxa de juros em níveis muito baixos por ao menos mais um ano, em uma medida para dissipar qualquer dúvida sobre seu compromisso com políticas expansionistas.

O Banco do Japão manteve a política monetária nesta quinta-feira, mas o presidente Haruhiko Kuroda disse que os juros podem ser mantidos em níveis ultrabaixos por ainda mais tempo, uma vez que a demanda global mais fraca e as tensões comerciais entre Estados Unidos e China afetam a economia dependente de exportações.

"Incertezas econômicas globais atraíram a atenção, então queríamos esclarecer que vamos manter os juros baixos por um longo tempo", disse Kuroda.

"Os juros atuais muito baixos serão mantidos ao menos até a primavera de 2020", disse ele. "Mas o cronograma pode ser muito mais longo do que isso" se a economia enfraquecer, completou.

A mensagem dovish do banco central japonês deixa-o em linha com o Federal Reserve e com o Banco Central Europeu, que foram forçados a dar uma pausa nos esforços para reduzir as políticas da época da crise devido ao aumento das incertezas sobre o cenário econômico global.

Como esperado, o Banco do Japão manteve sua meta para os juros no curto prazo em -0,1 por cento e a meta para os rendimentos de longo prazo em torno de zero por cento. Também reiterou que continuará comprando ativos como títulos do governo.

Em novas projeções divulgadas nesta quinta-feira, o banco central cortou ligeiramente suas estimativas de crescimento econômico e inflação para o ano fiscal que começa em abril de 2020.

Também projetou que a inflação ao consumidor atingirá 1,6 por cento no ano seguinte, admitindo que o aumento dos preços ficará abaixo de sua meta por ao menos mais três anos.

Cotações