PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Câmara aprova MP que permite redução de jornada e salários

Deputado Orlando Silva, do PCdoB, é o relator da Medida Provisória 936 - Fátima Meira/Estadão Conteúdo
Deputado Orlando Silva, do PCdoB, é o relator da Medida Provisória 936 Imagem: Fátima Meira/Estadão Conteúdo

28/05/2020 19h11

BRASÍLIA (Reuters) - A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira a Medida Provisória 936, que institui o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, que permite, entre outros pontos, a redução da jornada de trabalho e dos salários de trabalhadores mediante o pagamento de um benefício, em decorrência da crise do coronavírus.

O texto da MP foi modificado pelo relator, deputado Orlando SIlva (PCdoB-SP), prevendo, por exemplo, uma recomposição maior do que a prevista originalmente, a ampliação da exigência de negociação coletiva para a suspensão temporária do contrato de trabalho, e regras especiais para gestantes.

Mas quatro destaques aprovados trouxeram novas modificações ao texto final.

Um deles, segundo a Agência Câmara de Notícias, manteve a regra de cálculo do benefício prevista na MP original, baseada no seguro-desemprego, descartando a modificação do relator para que fosse a média dos últimos três salários, limitado a três salários mínimos.

Outro destaque aprovado retirou a necessidade de assessoramento do sindicato na homologação da rescisão contratual durante o estado de calamidade.

A MP segue agora para o Senado.

(Redação Brasília)

Economia