Temer sanciona reforma do Ensino Médio

O presidente Michel Temer sancionou a lei que estabelece a reforma do ensino médio. O ato foi publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial da União (DOU). A reforma do ensino médio será implantada gradualmente até 2019.


Pela lei, a carga horária mínima anual de 800 horas deverá ser ampliada de forma progressiva, no ensino médio, para 1.400 horas, devendo os sistemas de ensino oferecer, no prazo máximo de cinco anos, pelo menos mil horas anuais de carga horária, a partir de 2 de março de 2017.


Pelas mudanças, que podem começar a ser implementadas a partir de 2018, o currículo do ensino médio oferecido nas escolas deve ser 60% preenchido pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Os 40% restantes serão destinados aos chamados itinerários formativos, em que o estudante poderá escolher entre cinco áreas de estudo.


Já no início do curso os alunos passarão a escolher as áreas nas quais irão se aprofundar. Permanecerão sendo oferecidas na grade escolar matemática, português, inglês, sociologia, filosofia, artes e educação física. Mas o cardápio único, composto por 13 disciplinas, é substituído por uma Base Nacional Comum Curricular (BNCC) mais enxuta a ser estabelecida pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e por cinco itinerários formativos: linguagem; matemática; ciências da natureza; ciências humanas e sociais aplicadas; e formação técnica e profissional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos