PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

O que significam as faixas, números e letras de um heliponto?

Heliponto tem diversas marcações para orientar os pilotos - Reprodução/YouTube/Aero, Por Trás da Aviação
Heliponto tem diversas marcações para orientar os pilotos Imagem: Reprodução/YouTube/Aero, Por Trás da Aviação

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/10/2020 04h00

Os helicópteros conseguem pousar em praticamente qualquer lugar, mas o correto é que eles façam isso somente em pontos previamente homologados para receber esse tipo de operação. É uma garantia de que é um local seguro e capaz de suportar o pouso do helicóptero. Esses locais são chamados de helipontos.

Assim como ocorre nos aeroportos, o local do pouso dos helicópteros também é pintado com diversas marcações para facilitar a orientação dos pilotos. Em geral, os helipontos são azuis com faixas, letras e números pintados em amarelo. Dentro, pode haver um outro espaço chamado de área de toque. É o ponto exato onde o helicóptero pode tocar o solo ou decolar.

A área de toque de um heliponto pode ser quadrada, retangular ou circular. Segundo o RBAC (Regulamento Brasileiro de Aviação Civil) 155, o tamanho da área de toque deve ser suficiente para conter uma circunferência de diâmetro não inferior a 83% do maior helicóptero cuja operação é prevista na área.

Heliponto prédio - Vinícius Casagrande/UOL - Vinícius Casagrande/UOL
Helicóptero parado em um heliponto no alto de um prédio da cidade de São Paulo
Imagem: Vinícius Casagrande/UOL

Todo o espaço do heliponto, incluindo a área de segurança, deve ser suficiente para conter uma circunferência com diâmetro 50% maior do que o maior helicóptero cuja operação é prevista.

Em alguns helipontos, há uma seta amarela pintada no espaço fora da área de toque. Ela é usada quando for prevista a trajetória do helicóptero em um único sentido. Isso geralmente acontece para evitar obstáculos na aproximação para pouso e na decolagem. A seta apontada para dentro mostra o sentido do pouso, enquanto a apontada para fora indica o sentido da decolagem. Pode haver apenas uma seta.

Dentro da área de toque, é pintado um triângulo equilátero com linhas tracejadas. Apenas uma das pontas do triângulo é inteiramente pintada. Essa ponta indica para o norte magnético da Terra, o que facilita a orientação de direção para o piloto. A exceção a essa regra é para helipontos localizados em hospitais. Em vez do triângulo tracejado, é pintada uma cruz vermelha.

heliponto - Reprodução/YouTube/Aero, Por Trás da Aviação - Reprodução/YouTube/Aero, Por Trás da Aviação
Helipontos em hospitais contam com uma cruz vermelha; os demais têm um triângulo tracejado
Imagem: Reprodução/YouTube/Aero, Por Trás da Aviação

Dentro desse triângulo, há também uma letra. Ela indica o tipo do heliponto:

  • H: heliponto público
  • M: heliponto militar
  • P: heliponto privado
  • R: heliponto restrito
  • H dentro de uma cruz vermelha: heliponto hospitalar

A última sinalização de um heliponto é um número pintado à direita da indicação do norte magnético. Esse número indica, em toneladas, o peso máximo suportado. Quando é pintado o número 4, por exemplo, significa que, para operar naquele heliponto, o helicóptero pode ter um peso máximo de quatro toneladas.

Em alguns locais, além do ponto de pouso há também áreas maiores que permitem o deslocamento e estacionamento dos helicópteros. Nesse caso, há uma pista de táxi com uma linha central amarela. O local de parada geralmente é circular.