PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Todos a Bordo

NOTÍCIA

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Avião da Embraer leva turistas sobre área de acidente nuclear em Chernobyl

Embraer E195 fará voo panorâmico sobre Chernobyl pela Ukraine International Airlines - Divulgação
Embraer E195 fará voo panorâmico sobre Chernobyl pela Ukraine International Airlines Imagem: Divulgação

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/02/2021 04h00

Um dos mais inusitados passeios de avião foi lançado nesta semana pela companhia aérea Ukraine International Airlines, da Ucrânia. O voo decolará do aeroporto de Kiev-Boryspil e voará a uma altitude de apenas 900 metros (os voos regulares ultrapassam os dez quilômetros) sobre o rio Dniepre em direção à misteriosa Chernobyl.

Palco do pior acidente nuclear da história, Chernobyl tem sido muito procurada por turistas de todo o mundo nos últimos tempos. O voo da Ukraine International Airlines é uma forma de conhecer o local de um novo ângulo e sem correr o risco de uma possível contaminação radioativa.

Pandemia ampliou destinos curiosos

Com a pandemia do novo coronavírus e a queda na demanda de passageiros, companhias aéreas de todo o mundo passaram a realizar voos panorâmicos e turísticos para proporcionar novas experiências aos passageiros.

Já houve voo temático da Hello Kitty, voos panorâmicos sobre destinos turísticos na Austrália e na Coreia do Sul e até um que nem chegou a decolar - era só um almoço a bordo do avião.

Avião brasileiro

Para realizar o voo sobre Chernobyl, a companhia aérea ucraniana escolheu um avião produzido no Brasil: o Embraer E195. A empresa conta com dois aviões desse modelo na sua frota, com capacidade para 116 passageiros.

A bordo do Embraer E195, os passageiros conseguem ter uma visão melhor do que se o voo fosse feito em outros aviões da frota da Ukraine International Airlines. A empresa tem 19 Boeings 737-800, com capacidade para 186 passageiros.

O avião da Embraer leva vantagem nesse tipo de voo por conta de sua configuração interna, com as poltronas dispostas no padrão 2-2 (sem o assento do meio), enquanto o 737-800 tem a configuração 3-3. Assim, todos os passageiros ficam mais próximos da janela.

Rota voo panorâmico - Divulgação - Divulgação
Voo terá duração de uma hora e dez minutos e sobrevoará também a fábrica da Antonov
Imagem: Divulgação

Passagem custa R$ 515

O voo panorâmico terá duração de uma hora e dez minutos e cada passagem custa o equivalente a US$ 95 (R$ 515). Depois de passar por Chernobyl, o avião seguirá para Gostomel e sobrevoará a fábrica da Antonov, onde fica o AN-225 "Mriya", o maior avião do mundo.

Depois de pousar de volta no aeroporto de Kiev-Boryspil, os passageiros farão ainda um tour por um dos três Boeings 777-200ER da frota da Ukraine International Airlines. Pilotos da companhia ucraniana estarão à disposição para responder a dúvidas e tirar fotos com os passageiros na cabine de comando.

Venda em tempo recorde

Inicialmente, seria feito apenas um voo. As passagens foram colocadas à venda na última segunda-feira (15) e a companhia aérea afirmou que todos os lugares foram vendidos em tempo recorde. O número de interessados ficou bem acima da capacidade. Segundo a empresa, foram mais de mil solicitações pelo email do projeto.

"A aviação sempre foi fascinante. Para nós, é um sinal de que todos sentiram falta dos voos e do céu, tal como nós. Além disso, é um sinal de que os 'bastidores' da aviação interessam muito aos nossos passageiros. Prometemos seguir nessa direção no futuro. Já estamos preparando novos projetos interessantes", disse Bogdan Skotnykov, chefe do projeto.

Com a alta procura, a companhia aérea já decidiu realizar um segundo voo panorâmico sobre Chernobyl. Os voos acontecerão nos dias 7 e 13 de março.