PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

3 dicas para investir todos os meses e buscar sua independência financeira

Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

07/09/2020 04h00

Quem começa a investir acredita que o grande segredo para ficar rico com isso é descobrir e caçar a grande oportunidade do momento. A verdade é que, mesmo com a maior rentabilidade do mundo, você não vai ganhar um centavo sequer se não tiver dinheiro.

O valor que investe mensalmente é tão ou mais importante que a rentabilidade das suas aplicações se você quer alcançar sua independência financeira. Por isso, separei algumas dicas que podem ajudá-lo a criar o hábito de investir mensalmente, sem que isso se torne um grande sacrifício.

1. Tenha uma meta

É muito fácil arranjar uma desculpa para gastar a grana que você estava esperando até o final do mês para investir. Um jantar fora de casa, um passeio no shopping, compras por impulso, tudo isso joga contra seus investimentos. Por isso, é muito importante ter uma meta clara, que o estimule a fugir desses gastos e focar em seus investimentos.

Viajar com a família no final do ano ou comprar um carro novo daqui a dois anos são exemplos de objetivos que você pode criar. O importante é que eles estejam bem definidos e tenham um prazo para ocorrer.

Se você não tem nem ideia de por onde começar, coloque como objetivo economizar pelo menos 10% do seu salário todos os meses. Se você nunca cuidou do seu dinheiro, é bem provável que ache esse objetivo difícil inicialmente. Por isso, comece guardando pouco dinheiro, como 3% do seu salário, e aos poucos aumente esse valor.

2. Planeje sua meta

Depois de ter escolhido sua meta, não a deixe aberta! Pense assim: quanto vou ter que economizar para atingir essa meta? Se você quer juntar R$ 6.000 em um ano, vai ter que guardar R$ 500 por mês. Para atingir esse objetivo, é importante fazer um planejamento financeiro e encontrar espaço no seu orçamento para esse valor.

Coloque todos os ganhos e gastos no papel e trabalhe em cima disso. Aqui no Descomplique, existem diversos artigos que ensinam como criar um planejamento financeiro de forma prática e fácil!

Depois de criar e planejar a meta, está na hora de atingi-la. O jeito mais fácil é fazer isso logo no começo do mês. Caiu seu salário na conta, já transfira parte do dinheiro para sua corretora ou para a poupança, se você não sabe investir ainda. Assim, não corre o risco de gastar esse valor com outras coisas.

3. Quando alcançar a meta, dobre a meta

Um momento de agonia para muitos, para mim é um momento de felicidade. Todo começo de ano eu uso a declaração de Imposto de Renda para fazer um balanço de quanto investi e vejo se atingi minha meta. Se eu consegui atingi-la, ótimo! No próximo ano coloco como objetivo investir pelo menos 10% a mais.

Pode parecer pesado para quem está no início, mas lembre-se de que você tem 12 meses para alcançar a meta e, ainda, tem artifícios, como 13º salário, férias e bônus, que podem ajudar a deixar esses objetivos mais alcançáveis.

Coloque essas ideias em prática, uma de cada vez. Seja fiel ao seu objetivo e crie o hábito de investir sempre. Logo, vai estar fazendo tudo isso sem pensar.

Descomplique: Como não deixar o dinheiro acabar com seu relacionamento

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL