PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Descomplique

O que controla o seu bolso é a sua mente e não o quanto você ganha

iStock
Imagem: iStock
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

18/12/2020 04h00

Quando o assunto é dinheiro, talvez um dos maiores problemas com os quais temos que aprender a lidar é nossa cabeça. Se você entender isso, que precisa lidar bem com sua mente, vai saber que é possível mudar muita coisa em sua vida.

Hoje vou falar de 3 pensamentos negativos que costumamos ter e que acabam nos deixando no mesmo lugar ou até mesmo mais pobre.

Sempre foi assim

Sabe aquela história da Gabriela: "Eu nasci assim, eu cresci assim. Eu sou mesmo assim. Vou ser sempre assim". Todo mundo tem um amigo um pouco assim, que acredita que o lugar onde nasceu é fator determinante para o futuro e dessa maneira jamais vai conseguir mudar nada, não vai subir na vida, não vai conseguir ter um emprego decente ou ter mais dinheiro.

Entendo que mudanças são dolorosas e difíceis de digerir, porém são necessárias. O que você deve fazer é entender que os perrengues é que nos forjam e dessa maneira reconhecemos a dificuldade e refletimos sobre como é possível mudar. O que não dá para fazer é se conformar e criar raízes em nossos problemas.

Preciso ganhar mais

Quem nunca sonhou em ganhar mais e acreditou que isso acontecendo iria mudar sua vida? "Com R$ 1.000 a mais todo mês vou conseguir comprar um carro legal, fazer uma viagem bacana". Infelizmente, isso está bem longe de ser uma verdade. Basta ver ganhadores de reality shows ou da Megasena para confirmar que é bem o contrário que ocorre, pois o dinheiro aumenta, mas com ele os gastos aumentam ainda mais.

Quer um exemplo mais próximo? Você mesmo! Você já teve algum aumento em sua vida? Algum dia já teve alguma promoção em seu trabalho? E o que aconteceu quando seu salário aumentou? Você manteve seu padrão de vida e conseguiu economizar ainda mais ou suas dívidas acompanharam seus ganhos?

Você não precisa esperar aumentar seu salário para poder mudar de atitude, comportamento e mentalidade. Na verdade, precisa fazer isso agora, com pequenas coisas do dia a dia e com o salário que tem no momento, somente assim conseguirá dar o valor devido quando conseguir aumentar sua renda.

Gastar mais do que ganha

Entenda o que é essencial e o que é supérfluo. Uma camiseta e um celular são essenciais? Depende! Se a sua blusa rasgou e seu celular que você usa para trabalhar estragou, então sim, é essencial. Agora se é apenas para você ter o modelo do ano e mais uma de 30 blusinhas, aí é supérfluo.

Viver dentro dos seus limites de ganho é saber dar o real valor ao seu dinheiro. É entender com o que e quando gastar e não simplesmente acreditar que precisa torrar tudo que tem na conta corrente e ainda pegar um pouquinho do cheque especial.

Não estou dizendo que essas 3 atitudes são fáceis de serem colocadas em prática, mas se você se conscientizar de que hoje o que faz maior diferença na sua vida não é o quanto tem na sua conta, mas como você vai gastar, é aí que você está pronto para conseguir crescer cada vez mais. Lembre-se sempre que o lugar de onde veio é fundamental para dar a base de quem você é, não uma âncora para deixá-lo preso no mesmo lugar para sempre.

Descomplique: Mude sua cabeça para ter um "pensamento rico"

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL