PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Descomplique

4 dicas para aumentar a rentabilidade de seus investimentos em 2021

Getty Images/princessdlaf
Imagem: Getty Images/princessdlaf
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

16/12/2020 04h00

Aumentar a rentabilidade dos seus investimentos pode parecer algo complicado ou que exige muito trabalho e acompanhamento diário de notícias e movimentos do mercado financeiro. Isso está longe de ser verdade! Com algumas ações é possível ganhar mais com seus investimentos sem precisar perder muito tempo com eles.

1. Pare de seguir dicas

Sempre vai existir um investimento da moda, uma ação que vai bombar. Tome muito cuidado com isso. Já vi pessoas vendendo casa, carro, raspando toda conta bancária, pois acreditavam que estavam diante da maior oportunidade de suas vidas nos investimentos e acabaram se dando mal.

Se você fica seguindo conselho dos outros cegamente, sem entender o que está sendo dito ou sugerido, é bem possível que acabe desta maneira: sem investimento, sem dinheiro e com um belo prejuízo. Estude e entenda como os investimentos funcionam, conheça os fundamentos e fuja de indicações.

2. Não pense só na rentabilidade

Investimento se escolhe primeiro pelo objetivo que você quer para o seu dinheiro, não pela rentabilidade nominal. Se fizer isso, consequentemente vai ganhar mais com seu dinheiro. Por exemplo: ações são péssimas em curto prazo. Um dia você tem R$ 100 investidos, no próximo está com R$ 110 e no outro R$ 80.

Já no longo prazo, boas ações tendem a ter uma rentabilidade positiva. Hoje você tem R$ 100, daqui 2 anos terá R$ 120, daqui 5 anos R$ 160, etc. Na renda fixa isso é muito mais previsível. Dependendo do investimento, hoje você tem R$ 100, daqui um mês tem R$ 101, em um ano R$ 110. O seu retorno é muito mais previsível, porém é menor.

3. Investimentos não são binários

Um ou dois, sim ou não. Isso serve para nosso dia a dia, porém para os investimentos as coisas vão muito além. O que impera aqui é o "depende". Depende do seu conhecimento, de sua experiência, do seu momento de vida, de quanto você pode correr riscos, etc.

Você sempre vai encontrar opiniões diferentes e distintas em relação aos investimentos. Algumas vezes elas são complementares, outras concordam em algo e há até as que são totalmente divergentes. Isso é uma coisa normal, pois se investir fosse algo simples e previsível, qualquer pessoa saberia muito bem o que fazer e ficaria rica apenas investindo.

Vá atrás de várias opiniões, escute pessoas diferentes, conheça métodos e estratégias e somente assim saberá qual se encaixa melhor com seu pensamento e sua vida. Não tem problema nenhum hoje você pensar de uma maneira e depois mudar. O importante é escolher algo que faça sentido tão somente para você. Não fique preso a uma só ideia.

4. Aprenda a diversificar desde o começo

É muito comum as pessoas se prenderem a um só investimento ou a investimentos muito parecidos quando começam a investir e só focar neles. O grande problema de fazer isso é que você se expõe muito a risco, deixa de aumentar sua rentabilidade e em alguns casos até perde dinheiro.

Quando a renda fixa diminui a rentabilidade, é comum as ações subirem. O contrário também acontece, pois quando a renda fixa aumenta a rentabilidade, a Bolsa de Valores tende a cair. Por isso, quando você está posicionado nesses dois investimentos a chance de perder dinheiro diminui e seu potencial de ganho aumenta.

Qual dessas atitudes você já está praticando em seus investimentos?

Descomplique: Mude sua cabeça para ter um "pensamento rico"

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL