PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Erros que todo investidor iniciante comete quando investe em ações

Victoria Gnatiuk/iStock
Imagem: Victoria Gnatiuk/iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

25/06/2021 04h00

Investir em ações é um dos passos mais importantes para quem quer montar uma carteira de investimentos rentável no longo prazo. O grande problema é que muita gente começa nesses ativos sem o estudo necessário ou cai em algumas armadilhas que são fáceis de prevenir. Separei alguns dos erros mais comuns cometidos por quem começa nas ações.

Esperar lucros rápidos

Para o pequeno investidor, a forma mais lucrativa de investir em ações é colocar dinheiro agora e resgatá-lo no longo prazo, ou seja, daqui 10 anos ou mais. Esperar lucros rápidos ou tentar fazer day trade normalmente tem resultados desastrosos para quem está começando.

Enquanto seu dinheiro é aplicado no longo prazo você ganha com as ações pelos dividendos e aumento da cotação da empresa. Os maiores investidores do mundo têm grande sucesso e lucros investindo assim e você deve seguir esses passos.

Não estudar o que está comprando

Com a vontade de começar a investir e ganhar mais na bolsa de valores, muita gente corre atrás de dicas de influenciadores ou de amigos para escolher a ação com maior potencial de lucro.

O grande problema em fazer isso é que você se expõe a riscos que não conhece e coloca seu dinheiro em empresas que podem estar em prejuízo. É muito importante conhecer os fundamentos da empresa, ou seja, os números dela. Essa empresa dá lucro? Qual é o endividamento dela? Ela tem vantagens competitivas em relação aos concorrentes?

Se você entra em uma ação sem saber desses dados pode acabar vendendo o seu ativo na primeira queda da cotação e ficando com um enorme prejuízo.

Ficar abrindo o home broker toda hora

No começo, a ansiedade de ver o dinheiro crescendo faz com que a gente fique abrindo o site da corretora a todo momento para ver qual é o lucro das ações escolhidas. Esse tipo de comportamento é muito perigoso no curto prazo, pois um grande prejuízo em um dia faz com que você fique desesperado com seus ativos e venda suas ações no fundo.

É preciso lembrar que ações são ativos de renda variável. Isso significa que é esperada a variação de preço de um dia para o outro e isso não é motivo para você se desfazer dos seus papéis. Recomendo que você abra o seu home broker somente no dia em que for investir para que não se influencie pela volatilidade do mercado e tome decisões ruins.

Começar sem proteção

Antes de começar a investir nas ações é fundamental ter investimentos que protejam você da variação do mercado e que tenham liquidez para que consiga sacar seu dinheiro rapidamente. Chamamos de reserva de emergência o valor que você coloca nos ativos com essas características.

A reserva vai dar a você a tranquilidade necessária para se arriscar nas ações e garante que em caso de emergência terá dinheiro disponível para socorrer suas finanças sem precisar se endividar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL