PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Econoweek

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

10 dicas poderosas pra proteger seu celular de fraudes e golpes financeiros

Conteúdo exclusivo para assinantes
César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

25/02/2022 04h00

Você já deve ter ouvido falar que aumentou muito o número de sequestros-relâmpagos, golpes do PIX e a chamada quadrilha limpa-conta, que rouba seu celular e literalmente pega tudo que você tem nos bancos em questão de minutos. O celular deixou de ser um objeto de desejo de ladrão. Qualquer smartphone facilmente passa dos R$ 1.000, mas o que tem bem mais valor é o que está dentro dele.

Você deve ter dinheiro na conta e em aplicações no Tesouro, além de outros investimentos em corretoras, certo? Já pensou em perder tudo de uma vez porque deu mole com o celular? Que pesadelo.

Por isso, separei dez dicas de como proteger seu celular de fraudes e golpes financeiros e nunca mais você vai facilitar a vida dos bandidos. Dou ainda exemplos práticos no vídeo acima.

DICA 1: reduzir limite do PIX

A primeira coisa que você tem que fazer é reduzir o limite do PIX.

Se um ladrão pegar seu celular e tiver acesso à sua conta, você vai tomar um grande prejuízo.

No caso do PIX, reduza o limite diário e por transação para um valor que você normalmente usa.

Ao solicitar o aumento desse limite, o banco vai pedir 24 horas para analisar e no caso do celular furtado já vai dar tempo de você bloquear tudo.

DICA 2: app do ladrão

A segunda dica é controversa: não tenha mais aplicativos de bancos e corretoras onde está toda a sua grana no seu celular do dia a dia.

Eu sei que isso vai na contramão das facilidades que esses aplicativos trazem, mas já imaginou ser vítima de um sequestro relâmpago e o bandido ter acesso a todo seu dinheiro e todos seus investimentos? Baita desastre, não é mesmo?

Você pode continuar fazendo esse acesso através do internet banking do seu computador ou ter um segundo celular para deixar num lugar seguro e não ficar andando com ele por aí o dia inteiro.

O pior é que se o bandido pegar você ele vai desconfiar se não tiver nenhum app de banco.

Por isso, mato dois coelhos com uma cajadada só: comecei a ter um negócio que chamo de "aplicativo do ladrão".

É o aplicativo de uma conta digital e do meu cartão de crédito. Ali dá para acompanhar cada compra que faço, pois recebo notificação, e posso logo ver qualquer compra suspeita. Também tenho o dinheiro do mês ou da semana, por exemplo.

Se infelizmente a gente for vítima de qualquer golpe, o prejuízo estará limitado àquela quantia, não a tudo o que a gente tem guardado, entendeu?

DICA 3: bloqueie cartões não utilizados

Sabe aquela montoeira de cartões de contas diferentes, além das versões digitais com números diferentes? Bloqueie tudo o que você não usa.

Pare com esse papo de ficar usando diversos cartões de olho no vencimento de cada fatura. Isso é coisa de gente desorganizada com o dinheiro, vai acabar fazendo você se enrolar com os juros do rotativo e ainda dá mole para golpista.

DICA 4: bloqueio por senha e reconhecimento facial

A quarta dica é bloquear com senha ou reconhecimento todos os aplicativos possíveis.

Não estou falando só dos aplicativos de bancos e corretoras, não. Bloqueie com senha seu WhatsApp, aplicativo de e-mail, SMS, tudo.

Se um bandido pegar seu celular, por mais que o app do banco peça sua senha, ele pode pedir para alterar clicando em "esqueci a senha", e adivinhe quais são os métodos mais comuns de verificação para ele escolher a nova senha e acessar sua conta? Justamente o e-mail e o SMS.

Então, bloqueie tudo.

DICA 5: não salve senhas

A quinta dica vai ser ruim para os que sofrem de amnésia. Não anote suas senhas no bloco de notas.

A primeira coisa que o bandido vai procurar é suas anotações de senhas onde quer que seja.

Sabe aquele mecanismo de preenchimento automático de senhas que você consegue entrar em tudo sem colocar a senha? Esqueça isso para os seus acessos mais importantes, que obviamente incluem seus aplicativos de bancos e investimentos.

DICA 6: ative a dupla autenticação

Você já deve ter visto gente que teve o Instagram hackeado e apareceu vendendo um monte de produto baratinho nos stories, que, lógico, ninguém nunca recebeu.

Não são só os aplicativos de bancos que são cruciais e devem estar protegidos hoje em dia.

Por isso, vários aplicativos têm uma camada de proteção adicional chamada "dupla autenticação".

Sempre que houver um novo acesso, de um celular ou computador diferente tentando entrar na sua conta, ele vai pedir para inserir um código de verificação que vai chegar por um aplicativo específico, por e-mail ou mensagem de SMS.

DICA 7: cuidado com links maliciosos

Outra dica é tomar cuidado com links maliciosos que chegam por e-mail e SMS ou ligações solicitando seus dados ou avisando que vão enviar um link para você acessar.

Eles parecem de uma fonte confiável, os supostos atendentes contam uma história que faz sentido, mas querem roubar seus dados para depois limpar sua conta.

Bancos e corretoras não ligam nem mandam mensagens para atualização de dados.

DICA 8: remova o pagamento do WhatsApp

Não dá para negar que fazer transferências pelo WhatsApp é até mais prático.

Se é fácil para você, também é fácil para o bandido, exatamente como mostro no vídeo do topo deste artigo.

DICA 9: não fique distraído com o celular

Está andando pela rua? Mantenha o celular no bolso e não olhe a tela enquanto caminha.

A mesma coisa vale para quem dirige. Não deixe o celular à vista.

Em São Paulo, cansei de ver bandido roubando celular no painel do carro quando o trânsito estava lento. Em alguns casos, eles até quebram o vidro do carro, pegam o smartphone e saem correndo.

Para quem está a pé, o mais comum é bandido de bicicleta pelas calçadas.

A verdade é que celular no bolso dificilmente é furtado.

DICA 10: apagar dados após tentativas incorretas

A décima dica é ativar um recurso muito importante que todo celular tem.

Normalmente, fica dentro das configurações de senha e segurança, que é apagar todos os dados do seu celular após um número de tentativas de senhas erradas para desbloquear o aparelho.

Sempre surgirão novas modalidades de fraudes e golpes para pegarem sua conta e limparem tudo. A melhor coisa a fazer é ficar alerta seguindo essas dez dicas do celular antifraude.

Os dez melhores investimentos de até R$ 100

Se você gostou dessa lista de dez dicas do celular antifraude, também vai curtir a lista dos dez melhores investimentos de até R$ 100 por mês que mostro no vídeo abaixo. São os investimentos mais seguros do Brasil, alguns dão para começar com R$ 1 e a melhor parte é que a rentabilidade está subindo junto com a alta da Selic.

É de graça! Faça parte da comunidade Econoweek nas nossas redes sociais (Instagram ou YouTube) para acompanhar mais dicas de inteligência financeira como essa.