PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Econoweek

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Posso investir valores diferentes? As 5 maiores dúvidas do Tesouro Direto

Conteúdo exclusivo para assinantes
César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

18/02/2022 04h00

Hoje, vou responder às cinco maiores perguntas de Tesouro Direto que têm a ver com agendamento, valores e frequência ideal de investimentos. De bônus, no final deste artigo, vou mostrar quanto rendem R$ 150 aplicados todo mês no Tesouro.

1. Posso investir todo mês no Tesouro Direto?

Sim. Você pode investir todo mês, mais de uma vez no mês, investir menos de uma vez por mês. Você pode investir com a frequência que quiser.

Não há praticamente nenhuma regra de frequência para investir no Tesouro Direto, desde que você possa fazer o investimento mínimo, que começa em cerca de R$ 30 e não pode ultrapassar o investimento máximo, que é de R$ 1 milhão por mês.

2. Tenho que investir todo mês na mesma aplicação do Tesouro Direto?

Não. Você pode investir sempre na mesma aplicação do Tesouro (se quiser), mas também consegue investir cada vez num título diferente.

Se começou com Tesouro Selic, da próxima vez pode repetir o mesmo investimento, mas também dá para aplicar no Tesouro IPCA ou no Tesouro Prefixado, sem problema nenhum.

Se quiser investir todo mês na mesma coisa, é claro que você pode, mas esta é uma opção, não uma obrigação.

3. Tenho que investir todo mês o mesmo valor no Tesouro Direto?

Não. A única exigência é fazer o investimento mínimo, que atualmente vai de R$ 30 a cerca de R$ 110, dependendo da aplicação do Tesouro que escolher. Mas se você investiu determinado valor não precisa repeti-lo todo mês.

Pode investir num mês R$ 50, no outro R$ 100, no mês seguinte não investir nada, depois fazer duas aplicações em dias diferentes, uma de R$ 700 e outra de R$ 35, por exemplo. É você quem escolhe quanto e quando vai investir.

4. Posso investir mais de uma vez por mês no Tesouro Direto?

Sim. Você deve ter percebido que dei essa pista na resposta anterior.

Você é livre para investir com a frequência que quiser.

Então, tenho duas dicas muito importantes para você juntar mais dinheiro e fazê-lo render cada vez mais.

  1. Estabeleça a frequência ideal para você e siga à risca! Tipicamente, o salário do brasileiro é pago todo mês, então normalmente é essa a frequência ideal para se habituar a investir sempre. Já estipule uma grana que vai investir mensalmente e assim que cair o salário já faça seu investimento. Se esperar sobrar dinheiro no fim do mês, a gente acaba gastando com coisas desnecessárias e nunca investe.
  2. Pintou uma graninha a mais de um bico, de um freela ou de um amigo que pagou uma dívida atrasada? Já faça logo um investimento adicional no mês com essa grana extra e aproveite para inchar ainda mais seu patrimônio investido. Não espere juntar mais dinheiro para só então investir tudo de uma vez porque o tempo que você deixou de investir também deixou de ter a rentabilidade que ganharia se tivesse aplicado mais vezes uma quantia menor.

5. Fiz um agendamento, mas não tenho dinheiro. Posso investir um valor menor?

Pode!

Aliás, deixe eu te contar algumas situações possíveis.

Vamos supor que você planejou investir R$ 250 todo mês no Tesouro Selic no agendamento automático, mas num mês quer investir mais. O que você tem que fazer?

É só entrar no Tesouro e escolher uma aplicação e investir esses R$ 50 extras. Pode ser na mesma aplicação ou num investimento diferente.

E se em um mês você quiser investir menos?

Também pode. Nesse caso, você tem duas possibilidades:

  1. Se não tiver a grana na conta da corretora para o Tesouro fazer seu investimento automático planejado para aquele mês, ele não vai fazer o investimento no dia estipulado e você não vai ter prejuízo nenhum. No mês seguinte, ele vai voltar no mesmo dia combinado e tentar fazer de novo o investimento do mesmo valor.
  2. Se você quiser investir um valor menor, pode fazer isso num dia diferente, mas também pode cancelar o agendamento mensal para fazer um investimento pontual ou ainda fazer um novo agendamento mensal de um valor menor, caso o valor planejado inicialmente esteja muito pesado para você.

Quanto rendem R$ 150 todo mês no Tesouro Direto?

Chegou a hora da parte bônus que prometi mostrar!

Quanto rendem R$ 150 investidos todo mês em alguma aplicação do Tesouro Direto? Na simulação que mostramos no vídeo do topo deste texto, gravei a tela e mostrei quanto renderiam R$ 150 investidos mensalmente no Tesouro IPCA com vencimento em 2045.

No dia em que fiz essa simulação, a rentabilidade dessa aplicação era de IPCA + 5,55% ao ano e o investimento mínimo estava em R$ 32,50.
Simulando investimentos de R$ 150 todo mês até o dia do vencimento dessa aplicação, eu teria feito 279 aportes mais a aplicação inicial que somariam R$ 42 mil.

Só que essa grana mais que dobraria nesse investimento!

Os R$ 42 mil teriam virado quase R$ 114 mil, mesmo depois de descontar impostos e taxas. São mais de R$ 70 mil de lucro no seu bolso para usar como quiser!

Mesmo que tenha desconto de imposto e taxa, ainda rende bem mais que a poupança.

Na poupança, seus R$ 42 mil teriam virado apenas R$ 76 mil. É uma diferença de R$ 36 mil em relação aos ganhos dessa simulação do Tesouro, como mostrei no vídeo acima.

Como agendar para investir automaticamente todo mês no Tesouro Direto?

Para fazer esse investimento, dá para agendar e aplicar automaticamente todo mês. Há uma série de vantagens e as principais são a comodidade, bem como nunca mais perder um dia sequer de rentabilidade da grana que a gente acaba demorando para investir. Ensino a fazer esse investimento no vídeo logo abaixo.

É de graça! Faça parte da comunidade Econoweek nas nossas redes sociais (Instagram ou YouTube) para acompanhar mais dicas de inteligência financeira como essa.