Bradesco salta mais de 6% e puxa alta da Bovespa; Vale e Petrobras avançam

Do UOL, em São Paulo

As ações do Bradesco saltaram mais de 6% e puxaram a alta do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, nesta quarta-feira (3). O índice fechou em alta de 2,57%, a 39.588,82 pontos. 

Na véspera, a Bolsa havia caído 4,87%, a maior queda percentual diária desde 8 de agosto de 2011.

O bom desempenho dos papéis da Vale, da Petrobras e dos bancos Itaú Unibanco e Banco do Brasil também influenciaram a alta da Bolsa nesta sessão. O otimismo foi influenciado pela alta dos preços do petróleo no mercado mundial. 

Bradesco salta 

Os papéis ordinários do Bradesco (BBDC3) saltaram 6,32%, a R$ 20,20. Os papéis preferenciais do banco (BBDC4) --que foram os mais negociados da sessão-- ganharam 4,82%, a R$ 18,71.

Ações ordinárias dão direito a voto em assembleia e preferenciais, prioridade na distribuição de dividendos. 

O Conselho de Administração do Bradesco decidiu cancelar um aumento de capital de R$ 3 bilhões, citando a instabilidade dos mercados. A operação previa a emissão de 164,77 milhões de novas ações.

Petrobras, Vale, Itaú e BB avançam

Os papéis preferenciais da Petrobras (PETR4) ganharam 4,42%, a R$ 4,49. Os papéis ordinários (PETR3) subiram 2,66%, a R$ 6,18. Eles foram influenciados pela alta do preço do petróleo. 

As ações preferenciais da Vale (VALE5) se valorizaram 5,94%, a R$ 6,96, enquanto as ordinárias (VALE3) fecharam com alta de 4,77%, a R$ 9,01. O avanço dos preços do minério de ferro na China influenciou a alta das ações nesta sessão. 

Os papéis do Itaú Unibanco (ITUB4) subiram 4,13%, a R$ 24,21, e os dos Banco do Brasil (BBAS3) avançaram 1,3%, a R$ 13,27. 

Dólar recua 1,7% e fecha a R$ 3,918

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em queda de 1,7%, a R$ 3,918 na venda. É a maior queda percentual diária desde 28 de dezembro de 2015, quando havia caído 2,1%. 

Na véspera, a moeda norte-americana havia fechado em alta de 0,68%. 

Bolsas internacionais

As principais Bolsas de Valores da Europa fecharam em queda.

  • Itália: -2,85%
  • Espanha: -2,51%
  • Alemanha: -1,53%
  • Inglaterra: -1,43%
  • França: -1,33%
  • Portugal: -1,17% 

As principais Bolsas da Ásia e do Pacífico também fecharam em baixa, com exceção do Japão, que saltou 3%.

  • Japão: 3,15%
  • Hong Kong: -2,34%
  • Austrália: -2,33%
  • Cingapura: -1,1%
  • Coreia do Sul: -0,84%
  • Taiwan: -0,84%
  • China: -0,35%

(Com Reuters) 

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos