Bolsas

Câmbio

Dólar cai mais de 3% na semana e fecha a R$ 3,563, menor valor desde agosto

Do UOL, em São Paulo

Após começar o dia em alta, o dólar comercial inverteu o sentido ainda pela manhã e fechou esta sexta-feira (1º) em queda de 0,93%, cotado a R$ 3,563 na venda. É o menor valor de fechamento desde 27 de agosto de 2015, quando o dólar terminou o dia valendo R$ 3,553. 

É a terceira baixa seguida da moeda. Na véspera, o dólar caiu 0,68%, e fechou o mês de março com desvalorização de 10,17%, a maior queda mensal desde abril de 2003.

A moeda encerra a semana com baixa de 3,22%. No ano, a desvalorização é de 9,76%.

Cenário político

Investidores continuavam de olho no cenário político. O dólar vem caindo nas últimas semanas conforme cresceram as chances de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Muitos investidores apostam que eventual troca de governo poderia ajudar a resgatar a confiança no país, mas alguns ponderam que a instabilidade política tende a agravar as incertezas.

Pela manhã, a Polícia Federal deflagrou nova fase da Operação Lava Jato, que prendeu o ex-secretário do PT Silvio Pereira e o empresário de Santo André Ronan Maria Pinto.

A nova fase da operação aprofunda as investigações sobre suposto empréstimo fraudulento de R$ 12 milhões do banco Schahin direcionado ao PT.

Economia dos EUA

Investidores também olhavam para o cenário externo. Nesta manhã, o governo norte-americano divulgou que a criação de empregos fora do setor agrícola gerou 215 mil vagas em março. Além disso, houve um aumento no salário, o que sugere um fortalecimento da economia dos Estados Unidos.

Com isso, o mercado vê sinais de que o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) possa elevar os juros gradualmente neste ano.

Juros mais altos nos EUA podem atrair para lá recursos atualmente aplicados em países emergentes, como o Brasil.

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos