Bolsa sobe 0,55%, com Vale e Petrobras; Usiminas dispara mais de 22%

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quarta-feira (15) em alta de 0,55%, a 48.914,74 pontos. Na véspera, a Bovespa havia caído 2,04%.

Apesar da alta do dia, a Bovespa acumula queda de 1,03% na semana. No mês, tem valorização de 0,91% e, no ano, ganho de 12,84%. 

A alta de hoje foi puxada, principalmente, pelo desempenho positivo das ações da Vale e Petrobras, que têm grande peso sobre o Ibovespa. As ações da Usiminas foram destaque, com alta de mais de 22%. 

Dólar cai 0,39% e fecha a R$ 3,467

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em queda de 0,39%, a R$ 3,467 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana havia caído 0,19%.

Mesmo com a queda do dia, o dólar acumula valorização de 1,03% na semana. No mês, têm queda de 4,04% e, no ano, baixa de 12,2%. 

Cenário político e juros nos EUA

A Bolsa foi influenciada pela divulgação de delação premiada citando o presidente interino, Michel Temer.

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado afirmou, em delação premiada, que Temer teria pedido recursos ilícitos para campanha de Grabriel Chalita (PMDB) à Prefeitura de São Paulo. Segundo a Folha, Temer e Chalita negam as informações. 

"Se incluir o Temer e se tornar alguma coisa séria, acaba sendo muito complicado para tudo que é medida econômica... em termos econômicos, o mercado está achando bastante bom o governo (Temer)", disse o economista Hersz Ferman, da Elite Corretora, à agência de notícias Reuters.

No mercado externo, investidores repercutiam a decisão do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) de manter a taxa de juros entre 0,25% e 0,5%. Os analistas já esperavam por isso.

Vale sobe mais de 3%

As ações preferenciais da Vale (VALE5), com prioridade na distribuição de dividendos, avançaram 3,22%, a R$ 12,19.

As ações ordinárias da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, ganharam 2,53%, a R$ 15.

As ações foram influenciadas pelo avanço dos preços de metais.

Petrobras ganha 2,5%

As ações preferenciais (PETR4) se valorizaram 2,53%, a R$ 8,51, e as ações ordinárias da Petrobras (PETR3) tiveram ganhos de 1,53%, a R$ 10,64.

Usiminas dispara mais de 22%

Os papéis da Usiminas (USIM5) dispararam 22,75%, a R$ 2,05, maior alta do Ibovespa.

A empresa informou que conseguiu acordo com bancos brasileiros, BNDES e donos de títulos de dívida da empresa em que obteve prazo de dez anos, com três anos de carência, para dívidas que representam 75% do total em renegociação. 

Bolsas internacionais

As principais Bolsas de Valores da Europa fecharam em alta.

  • Espanha: +1,53%
  • Itália: +1,49%
  • França: +1%
  • Alemanha: +0,92%
  • Inglaterra: +0,73%
  • Portugal: +0,01%

A maioria das Bolsas da Ásia e do Pacífico também fechou em alta.

  • China: +1,57%
  • Hong Kong: +0,39%
  • Japão: +0,38%
  • Taiwan: +0,35%
  • Cingapura: +0,21%
  • Coreia do Sul: -0,16%
  • Austrália: -1,08%

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos