Bolsas

Câmbio

Bolsa fecha em queda de 1,4% após vitória de Trump; ações de bancos caem

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quarta-feira (9) em queda de 1,4%, a 63.258,27 pontos. Na véspera, a Bovespa havia subido 0,17%.

O mercado foi influenciado pela eleição de Donald Trump nos Estados Unidos, contrariando as últimas pesquisas de intenção de votos. No início da sessão, a Bovespa chegou a operar em queda de mais de 3%, mas diminuiu as perdas ao longo do dia.

O resultado desta quarta-feira também foi puxado pelo desempenho negativo das ações dos bancos Itaú, Bradesco e Banco do Brasil e das ações preferenciais (com prioridade na distribuição de dividendos) da Petrobras. Os papéis dessas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. Por outro lado, as ações da mineradora Vale saltaram mais de 4%.

Dólar sobe 1,33%, a R$ 3,21

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em alta de 1,33%, a R$ 3,21, após quatro quedas seguidas. Na véspera, a moeda norte-americana havia caído 1,16%.

Mesmo com a alta do dia, a moeda norte-americana acumula desvalorização de 0,67% na semana. No mês, tem alta de 0,61% e, no ano, queda de 18,71%.

Bancos 

As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) despencaram 3,2%, a R$ 36,94. A companhia anunciou que Roberto Setubal deixará a presidência do banco, após 22 anos no cargo, em abril de 2017. Ele sera sucedido pelo atual diretor de atacado da empresa, Candido Bracher.

As ações do Banco do Brasil (BBAS3) caíram 3,54%, a R$ 27,28, e as ações do Bradesco (BBDC4) tiveram baixa de 2,75%, a R$ 31,85.

Petrobras 

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, se desvalorizaram 2,29%, a R$ 16,65. Na véspera, a estatal anunciou novo corte no preço da gasolina e do diesel nas refinarias.

No sentido oposto, as ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto em assembleia, subiram 0,94%, a R$ 18,25, acompanhando a alta nos preços do petróleo no mercado internacional.

Vale 

As ações ordinárias da Vale (VALE3) dispararam 4,3%, a R$ 25, enquanto as ações preferenciais da Vale (VALE5) ganharam 1,86%, a R$ 23,01.

Os papéis da empresa foram influenciados pela alta nos preços do minério de ferro na China.

Bolsas internacionais

Das principais Bolsas de Valores da Europa, três fecharam em alta e três, em queda:

  • Alemanha: +1,56%
  • França: +1,49%
  • Inglaterra: +1%
  • Itália: -0,1%
  • Espanha: -0,4%
  • Portugal: -1,47%.

As Bolsas da Ásia e do Pacífico despencaram:

  • Japão: -5,36%
  • Taiwan: -2,98%
  • Coreia do Sul: -2,25%
  • Hong Kong: -2,16%
  • Austrália: -1,93%
  • Cingapura: -1,08%
  • China: -0,61%. 

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos