Bolsas

Câmbio

Dólar despenca quase 4% e fecha a R$ 3,257, após disparada na véspera

Do UOL, em São Paulo

  • LM Otero/AP

dólar comercial despencou 3,89% e fechou esta sexta-feira (19) cotado a R$ 3,257 na venda. Essa é a maior queda percentual diária desde 10 de maio de 2010, quando o dólar caiu 4%. Na véspera, a moeda norte-americana havia disparado 8,15%, no maior salto desde janeiro de 1999, quando o câmbio deixou de ser controlado pelo governo.

Apesar de subir no dia, o dólar encerra a semana com alta acumulada de 4,26%.

O mercado ainda repercutia as denúncias contra o presidente Michel Temer feitas por Joesley Batista, um dos sócios da JBS. Na noite da última quinta-feira, o conteúdo das gravações feitas pelo empresário em conversas com o presidente foi divulgado, mas não é conclusivo se, de fato, Temer autorizou a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. No entanto, o empresário confessou ao presidente ter pago propina a um procurador. Na tarde de quinta, antes da divulgação dos áudios, o presidente fez um pronunciamento em que negou as acusações e disse que não vai renunciar.

Diante da crise política, o Banco Central reforçou sua atuação no mercado de câmbio nesta sessão com dois leilões de swap cambial (operação equivalente à venda futura de dólares).

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos