Bolsas

Câmbio

Bolsa fecha quase estável; JBS salta 5,3% e Estácio despenca 7,3%

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quarta-feira (21) praticamente estável, com leve baixa de 0,01%, a 60.761,74 pontos. Na véspera, a Bolsa havia caído 2,01%.

Entre os destaques negativos, as ações da Estácio Participações despencaram 7,28%, a R$ 14,65, na maior queda do dia. A segunda maior baixa foi da Kroton, que perdeu 3,54%, a R$ 13,36. Segundo notícia do jornal "Valor Econômico", a fusão das duas empresas do ramo de educação pode ser vetada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

As ações da Petrobras caíram mais de 1%, enquanto os papéis do Banco do Brasil e do Bradesco também fecharam em queda.

No lado positivo, as ações da JBS saltaram 5,32%, a R$ 6,33, liderando as altas do dia no Ibovespa. Os papéis da empresa têm sofrido forte instabilidade desde a delação de seus executivos, com o mercado à espera de novidades sobre vendas de negócios. As ações da mineradora Vale subiram mais de 3%.

Dólar fecha quase estável, a R$ 3,333

dólar comercial fechou praticamente estável, com leve alta de 0,05%, cotado a R$ 3,333 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana havia subido 1,4%, a maior alta percentual diária e o maior nível em um mês.

O mercado estava com as atenções ainda voltadas para o cenário político e desdobramentos que possam sinalizar o desfecho das reformas em tramitação no Congresso Nacional. Na véspera, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado rejeitou o texto principal da reforma trabalhista.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos