Bolsas

Câmbio

Bolsa sobe 1% no dia, após seis quedas, e acumula alta de 4,88% no mês

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (29) em alta de 0,99%, a 74.293,51 pontos, após seis baixas seguidas. Na véspera, a Bolsa caiu 0,31%. 

Com isso, a Bolsa acumula queda de 1,45% na semana e alta de 4,88% em setembro. Foi o quarto mês seguido de valorização. 

A sessão desta sexta-feira foi influenciada, principalmente, pelos resultados positivos da mineradora Vale (+0,38%) e dos bancos Itaú Unibanco (+0,86%), Bradesco (+1,42%) e Banco do Brasil (+1,07%). Já os papéis da Petrobras (-0,63%) fecharam o dia em queda. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Dólar fecha em queda, a R$ 3,168

dólar comercial fechou esta sexta-feira em queda de 0,48%, cotado a R$ 3,168 na venda. É a segunda baixa seguida da moeda, que caiu 0,32% na véspera. Apesar do resultado negativo da sessão, o dólar acumula valorização de 1,28% na semana, a terceira alta semanal seguida. No mês, a alta acumulada é de 0,64%.

No Brasil, os investidores monitoravam as negociações para barrar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, um dia depois de ele ter obtido uma vitória na escolha do relator, o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG). Na primeira denúncia, Andrada votou no plenário da Câmara contra a autorização para que o STF (Supremo Tribunal Federal) julgasse a acusação a Temer por corrupção passiva.

No exterior, o mercado segue de olho em uma possível alta de juros nos Estados Unidos. O banco central do país sinalizou na semana passada que espera mais um aumento dos juros até o final do ano, depois de duas altas. Juros mais elevados tendem a atrair aos EUA recursos hoje aplicados em outras economias, como a brasileira.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos