Bolsas

Câmbio

Dólar cai no dia, a R$ 3,524; na semana, moeda sobe 1,8% e Bolsa perde 3,8%

Do UOL, em São Paulo

O dólar comercial fechou esta sexta-feira (4) em queda de 0,18%, cotado a R$ 3,524 na venda. É a segunda baixa seguida da moeda norte-americana, que caiu 0,52% na véspera. Apesar disso, o dólar termina a semana com valorização acumulada de 1,79%.

O Banco Central manteve nesta sexta a atuação mais firme no mercado de câmbio. A entidade vendeu pelo segundo dia a oferta total de 8.900 contratos em swaps cambiais tradicionais (equivalentes à venda futura de dólares), o que ajudou a moeda a cair.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrou queda de 0,2%, a 83.118,03 pontos, na quarta baixa consecutiva. Com isso, a Bolsa acumula desvalorização de 3,85% na semana. Na véspera, havia caído 1,49%.

Leia também:

Banco Inter perde 6%

Na Bolsa, as ações da Petrobras (-1,73%), do Itaú Unibanco (-1,17%) e do Banco do Brasil (-0,2%) fecharam em queda. Por outro lado, os papeis da mineradora Vale (+1,24%) tiveram alta, enquanto os do Bradesco (+0,09%) ficaram praticamente estáveis. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Fora do Ibovespa, as ações do Banco Inter caíram 6,02%, após fechamento do Banco Neon pelo Banco Central. Além disso, a empresa confirmou ter sofrido extorsão de hackers, mas negou que dados de clientes tenham sido roubados.

Juros nos EUA

Nos Estados Unidos, a criação de vagas de emprego ficou abaixo do esperado em abril, e o desemprego caiu para o menor nível em quase 17 anos e meio, a 3,9%. Os dados, no entanto, não afastaram a possibilidade de alta dos juros no país, o que poderia atrair para lá recursos aplicados hoje em mercados considerados de maior risco, como o brasileiro.

O temor de que os EUA acelerem o ritmo de aumento dos juros fez com que o dólar disparasse nas últimas semanas, chegando ao maior valor em quase dois anos na quarta-feira (2)

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos