PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cotações

Dólar sobe 0,24%, a R$ 3,783; Bolsa fecha em queda de 0,73%, após 2 altas

Do UOL, em São Paulo

23/07/2018 17h09

dólar comercial fechou esta segunda-feira (23) em alta de 0,24%, cotado a R$ 3,783 na venda. Já o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em queda de 0,73%, a 77.996,12 pontos, após duas altas seguidas. 

Na última sexta-feira (20), a moeda norte-americana havia caído 1,84%, e a Bolsa havia avançado 1,4%. 

Influenciaram a sessão o cenário político, a atuação do Banco Central no mercado de câmbio e, no exterior, a tensão entre Estados Unidos e outros países.

Leia também:

Bancos caem

Entre os destaques da Bolsa, as ações do Banco do Brasil (-0,67%), do Bradesco (-1,14%) e do Itaú Unibanco (-1,92%) registraram quedas na sessão.

As ações preferenciais da Petrobras, com prioridade na distribuição de dividendos, caíram (-0,16%), enquanto as ordinárias, que dão direito a voto em assembleia, subiram (+0,47%). Os papéis da mineradora Vale (+1,81%) fecharam em alta. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Cenário político e exterior

Na última sexta-feira, a notícia de que os partidos do centrão, grupo formado por DEM, PP, PRB, PR e Solidariedade, decidiram fechar apoio ao pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, puxou a queda do dólar, com a possibilidade de esse apoio dar visibilidade ao candidato e impulsionar sua candidatura.

O mercado o considera um político mais comprometido com os ajustes fiscais na economia brasileira.

Nesta segunda-feira, o Banco Central brasileiro ofertou e vendeu integralmente 14 mil swaps tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, rolando US$ 10,5 bilhões do total de US$ 14,023 bilhões dos contratos que vencem em agosto.

Investidores também acompanharam o cenário externo, com a tensão entre Estados Unidos e Irã entre os destaques. O presidente Donald Trump disse ao Irã que o país arriscava consequências "do tipo que poucos sofreram antes ao longo da história" se a república islâmica fizesse mais ameaças contra os Estados Unidos. 

Suas palavras foram publicadas no Twitter horas depois que o presidente iraniano, Hassan Rouhani, disse a Trump que políticas hostis contra Teerã poderiam levar à "mãe de todas as guerras".

(Com Reuters)

Cotações