ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Cotações

Dólar emenda terceira queda e fecha abaixo de R$ 4,10; Bolsa fica estável

Do UOL, em São Paulo

10/09/2018 17h10Atualizada em 10/09/2018 17h33

dólar comercial fechou esta segunda-feira (10) em queda de 0,26%, a R$ 4,0935 na venda, na terceira queda seguida. Nas três sessões de baixa, a moeda acumula desvalorização de 1,44%. O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa brasileira, fechou praticamente estável, com leve alta de 0,03%, a 76.436,35 pontos.

Devido ao feriado nacional do Dia da Independência, dólar e Bolsa não operaram na sexta-feira (7).

Investidores continuavam atentos ao cenário eleitoral, após o atentado sofrido na quinta-feira pelo candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, e à espera da divulgação de novas pesquisas: do Datafolha, esperada para após o fechamento do mercado nesta segunda-feira, e do Ibope, na terça-feira à noite.

Leia também:

Ajuste após atentado a Bolsonaro

O mercado financeiro passa por um movimento de ajuste ao cenário político. O atentado a Bolsonaro levou investidores a avaliarem que a esquerda perderia fôlego nas eleições. O mercado avalia os candidatos de esquerda como mais propensos ao aumento de gastos e a dívida pública.

"(...) Bolsonaro segue ganhando terreno, o que pode ter sido potencializado pelo atentado ou não (pode ter sido coincidência), mas de todo modo tende a embasar o bom humor no mercado", afirmou a H.Commcor Corretora em relatório.

Guerra comercial EUA x China

Além do cenário eleitoral, os investidores ainda monitoraram os efeitos da guerra comercial, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou que está pronto para seguir adiante e aplicar tarifas sobre mais US$ 267 bilhões em importações da China --além dos US$ 200 bilhões que já devem ser taxados nos próximos dias. 

Atuação do BC brasileiro

O Banco Central brasileiro ofertou e vendeu integralmente 10,9 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, rolando US$ 2,725 bilhões do total de US$ 9,801 bilhões que vence em outubro. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

(Com Reuters)

O mercado avalia os candidatos de esquerda como mais propensos ao aumento de gastos e a dívida pública.

O mercado avalia os candidatos de esquerda como mais propensos ao aumento de gastos e a dívida pública.