ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Cotações

Dólar cai 1,2%, a R$ 3,888, menor valor em mais de um mês; Bolsa sobe 2%

Do UOL, em São Paulo

03/10/2018 17h05Atualizada em 03/10/2018 18h59

O dólar comercial fechou esta quarta-feira (3) em queda de 1,20%, cotado a R$ 3,888 na venda, após rondar a casa de R$ 3,82 durante o dia. Essa é a terceira baixa seguida do dólar e o menor valor de fechamento desde 14 de agosto (R$ 3,867). Na véspera, a moeda norte-americana caiu 2,08%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 2,04%, a 83.273,4 pontos, após subir 3,8% na véspera, a maior valorização percentual diária em quase dois anos. Também é o maior nível de fechamento da Bolsa desde 17 de maio (83.621,94 pontos).

Leia também:

BB dispara mais de 9%

A alta da Bolsa foi puxada sobretudo pelas ações de empresas estatais: Banco do Brasil (+9,07%), Petrobras (+4,25%) e Eletrobras (+8,64%). 

Também registraram forte avanço os papéis do Itaú Unibanco (+4,53%) e do Bradesco (+4,33%), enquanto a mineradora Vale fechou em baixa (-2,04%).

Reta final das eleições

O mercado continua sendo afetado pelos desdobramentos da campanha eleitoral para a Presidência da República. 

Segundo o último levantamento do Datafolha, Jair Bolsonaro (PSL) subiu de 28% a 32% das intenções de votos, enquanto Fernando Haddad (PT) caiu de 22% para 21%. Nas simulações de segundo turno, Bolsonaro está agora empatado tecnicamente com Haddad; antes perdia por 45% a 39%. A pesquisa também mostra um aumento na rejeição ao candidato petista.

Resultados de pesquisas, notícias sobre candidatos e boatos deixam o mercado financeiro agitado, favorecendo a especulação na Bolsa de Valores e no câmbio.

(Com Reuters)

Mais Cotações