PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Cotações

Após 5 quedas, dólar sobe e fecha a R$ 3,734; Bolsa cai depois de recorde

Do UOL, em São Paulo

07/01/2019 17h10Atualizada em 07/01/2019 18h46

dólar comercial fechou esta segunda-feira (7) em alta de 0,53%, cotado a R$ 3,734 na venda, após cinco quedas seguidas. O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em baixa de 0,15%, a 91.699,05 pontos, após cinco altas consecutivas.

Na sexta-feira (4), o dólar perdeu 1,04%, a R$ 3,715, e atingiu o menor valor de fechamento desde 1º de novembro. No mesmo dia, a Bolsa subiu 0,3% e fechou no maior nível em sua história (91.840,79 pontos). 

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Eletrobras despenca 5%

Na maior queda do dia na Bolsa, as ações da Eletrobras despencaram 5,01%, após fortes valorizações nas primeiras sessões do ano. Os papéis do Banco do Brasil (-0,66%) e da mineradora Vale (-0,54%) também caíram.

Petrobras sobe 3,2%

Por outro lado, as ações da Petrobras avançaram 3,24%, na maior alta do Ibovespa, em meio a rumores relacionados ao desfecho das negociações sobre a revisão do contrato de cessão onerosa entre a petroleira e a União. Os papéis do Bradesco (+1,19%) e do Itaú Unibanco (+0,19%) também subiram.

Guerra comercial e juros nos EUA

Investidores estavam cautelosos nesta sessão, após o otimismo da semana passada, quando o dólar acumulou desvalorização de 4,15% ante o real. 

No exterior, o mercado acompanhava a retomada das negociações entre Estados Unidos e China em uma tentativa de encerrar a disputa comercial entre os países.

Além disso, investidores ainda repercutiam a fala do presidente do Fed (Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, que sinalizou, na sexta-feira, que o banco pode desacelerar o ritmo de aumento dos juros. Taxas maiores nos EUA podem atrair para lá recursos aplicados em outras economias, como a brasileira.

Atuação do BC

O BC vendeu nesta sessão 13,4 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 2,68 bilhões do total de US$ 13,398 bilhões que vence em fevereiro. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

(Com Reuters)

PUBLICIDADE

Cotações