PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Cotações

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,716; Bolsa sobe e bate novo recorde

Do UOL, em São Paulo

08/01/2019 17h09Atualizada em 08/01/2019 18h43

dólar comercial fechou esta terça-feira (8) em queda de 0,5%, a R$ 3,716 na venda. O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 0,36%, a 92.031,86 pontos, atingindo nível recorde histórico. É a primeira vez que a Bolsa supera os 92 mil pontos. 

Na véspera, o dólar subiu 0,53%, a R$ 3,734, interrompendo uma sequência de cinco queda, e a Bolsa caiu 0,15%. Antes disso, o Ibovespa já vinha fechando em patamares recordes.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Eletrobras dispara 5,1%

Entre as maiores altas do dia, as ações da Eletrobras dispararam 5,1%, após o novo presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Joaquim Levy, afirmar que a privatização da elétrica segue em discussão. Os bancos Itaú Unibanco (+1,27%) e Bradesco (+0,61%) e a mineradora Vale (+0,96%) também registraram ganhos.

Por outro lado, as ações do Banco do Brasil (-1,13%)  e da Petrobras (-0,6%) fecharam em queda. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Reforma da Previdência

O mercado acompanhou o cenário político local, após notícias de que a proposta de reforma da Previdência elaborada pelo governo pode trazer uma regra de transição mais dura que a proposta pelo governo anterior, o que representaria uma maior economia de gastos. 

Após reunião ministerial com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, afirmou que a reforma continua em estudo, com foco em "idades mínimas viáveis" para que a proposta seja aprovada no Congresso Nacional.

Guerra comercial 

Investidores também estavam atentos ao encontro de representantes dos Estados Unidos e da China, na tentativa de costurar um acordo que dê fim à guerra comercial entre os dois países que ameaça uma desaceleração econômica global.

Um membro da delegação dos EUA na China disse que as negociações têm evoluído bem. 

Atuação do BC

O BC vendeu nesta sessão 13,4 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 3,35 bilhões do total de US$ 13,398 bilhões que vence em fevereiro. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

(Com Reuters)

Cotações