IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Finanças pessoais


Vai viajar e deixou para comprar dólar na última hora? Dica de IOF ajuda

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Téo Takar

Do UOL, em São Paulo

08/01/2019 04h00

Você ignorou a recomendação dos especialistas de comprar moeda estrangeira aos poucos e deixou tudo para a véspera da viagem?

É melhor levar todo o dinheiro em espécie (cédulas), carregar o cartão pré-pago ou levar o cartão de crédito? Saiba como agir agora.

"O ideal é sempre dividir as compras de moeda estrangeira em parcelas mensais e começar a adquirir alguns meses antes da viagem. Mas, se você não se programou e vai viajar nas próximas semanas, o jeito é comprar logo, a maior parte em espécie", disse Ricardo Santos, superintendente de câmbio do Itaú Unibanco.

"Não tente adivinhar se a moeda vai cair mais nos próximos dias. Você pode ter uma surpresa desagradável se deixar para comprar na véspera do embarque."

Economize no IOF com moeda em espécie

A primeira coisa é ter em mente as diferenças nas alíquotas de IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) cobradas nas operações de câmbio. O imposto para aquisição de moeda em espécie é de 1,1%, enquanto a carga no cartão pré-pago e as compras no cartão de crédito estão sujeitas a IOF de 6,38%.

Para se ter uma ideia do peso do imposto, em uma compra de US$ 1.000, ao câmbio de R$ 4 por dólar, você pagará R$ 44 de IOF se levar dinheiro em espécie. Se optar pelo cartão pré-pago, o imposto sobe para R$ 255,20. Com a diferença de R$ 211,20, seria possível comprar mais US$ 52 em espécie.

"Para quem não se programou com antecedência, é preferível levar para a viagem um volume maior de moeda em espécie por causa da economia com imposto", afirmou Santos.

Não deixe de levar o cartão por segurança

Apesar de a moeda em espécie ser mais vantajosa do ponto de vista financeiro, não deixe de levar um cartão pré-pago ou um cartão de crédito internacional para sua viagem por questão de segurança.

De forma geral, os cartões podem ser repostos durante uma viagem mais longa em caso de perda ou roubo. Algumas administradoras permitem inclusive um saque emergencial sem o cartão no caso de situações inesperadas. Além disso, o saldo depositado no cartão pré-pago está protegido.

"É bom carregar um pouco de dinheiro no cartão pré-pago ou levar o cartão de crédito. O cartão é uma ferramenta importante, especialmente se você calcular mal a quantidade de dinheiro que levou para a viagem ou se eventualmente for assaltado. O cartão pré-pago pode ser recarregado a qualquer momento", disse Santos.

Se usar o cartão de crédito, fique atento ao pagamento da fatura

Quem optar por levar o cartão de crédito deve lembrar que as compras são convertidas para reais com base na cotação do dia de pagamento da fatura, e não no dia da compra. Além disso, cada administradora de cartão utiliza sua própria taxa de câmbio. Ou seja, você ficará sujeito à oscilação do câmbio durante esse período, que pode chegar a 30 dias, dependendo da data de vencimento da fatura.

Atualmente, apenas os cartões de crédito emitidos pela Caixa Econômica Federal e pela Nubank permitem converter o valor de uma compra no exterior para reais no momento da transação. Essa prática se tornará obrigatória para todos os cartões a partir de março de 2020. Até lá, a saída é antecipar o pagamento da fatura para reduzir o risco da variação cambial.

Clientes do Itaú contam com a alternativa de realizar uma carga de moeda estrangeira no cartão de crédito, como se ele fosse pré-pago. A cotação é travada no momento da carga, e as compras internacionais são descontadas desse valor.

Compare cotações e outras taxas antes de comprar

Há uma grande variação de preços e de taxas extras cobradas pelos bancos e casas de câmbio. Consulte as instituições financeiras da sua cidade e também os sites que comparam preços de moeda estrangeira.

Faça a compra apenas em instituições que sejam credenciadas pelo Banco Central. É possível adquirir moeda em espécie ou carregar o cartão pré-pago por telefone ou pela internet e solicitar a entrega em casa ou no escritório. O pagamento normalmente é feito por meio de transferência bancária (depósito ou TED).

Não se esqueça que o preço para compra de moeda estrangeira e carga de cartão pré-pago se baseia na cotação do câmbio turismo, que é mais alto do que o valor divulgado pela mídia, do câmbio comercial.

Cartão de crédito pode ser usado para comprar dólar

Band Notí­cias

Finanças pessoais