Topo

Cotações


Bolsa sobe 0,4%, após três quedas; dólar tem leve recuo e fecha a R$ 3,976

Do UOL, em São Paulo

14/05/2019 17h16Atualizada em 14/05/2019 17h25

O dólar comercial fechou hoje em leve queda de 0,09%, cotado a R$ 3,976 na venda. O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 0,4%, a 92.092,44 pontos, depois de três quedas seguidas.

O valor da moeda divulgada diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Cenário interno

O conturbado cenário político e econômico do país impediu que o dólar se desvalorizasse mais hoje.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo reduziu sua projeção de crescimento para o PIB (Produto Interno Bruto) neste ano, de 2% para 1,5%. Guedes participa de audiência pública na Comissão Mista do Orçamento, do Congresso Nacional.

A notícia de que a Justiça autorizou a quebra do sigilo bancário do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, também gerou cautela no mercado, já que isso pode enfraquecer o governo e sua capacidade de aprovar projetos.

Guerra comercial

Investidores no Brasil e no exterior tiveram um dia mais calmo após a troca de ameaças entre Estados Unidos e China, ontem, ter afetado mercados em todo o mundo. No Brasil, o dólar na véspera atingiu o maior nível em quase três semanas, e a Bolsa chegou ao menor nível desde o início do ano.

Ontem, o governo chinês anunciou que deve aplicar tarifas sobre US$ 60 bilhões em produtos norte-americanos a partir de 1º de junho. A decisão foi uma resposta ao presidente norte-americano, Donald Trump, que, na semana passada, mais que dobrou as tarifas que incidem sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses.

Hoje, em tom mais conciliatório, Trump prometeu um acordo com o presidente chinês, Xi Jinping, e o governo chinês disse ter concordado em continuar com as negociações comerciais.

Atuação do BC

O Banco Central vendeu nesta sessão leilão 5.050 swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de julho.

Em nove operações neste mês, o BC já rolou US$ 2,273 bilhões, de total de US$ 10,089 bilhões a expirar em julho. O estoque de swaps do BC no mercado é de US$ 68,863 bilhões.

(Com Reuters)

Iniciantes na Bolsa aprendem a lidar com mercado de ações

redetv

Mais Cotações