Topo

Cotações


Ações da Natura operam em queda de mais de 7% após empresa comprar Avon

Do UOL, em São Paulo

23/05/2019 10h51Atualizada em 23/05/2019 15h19

As ações da Natura operavam em queda de mais de 7% na Bolsa de Valores, após fechar em alta de 9,43% ontem. Os papéis da empresa (NATU3), que iniciaram o pregão desta quinta-feira (23) com queda na faixa de 3%, ampliaram as perdas ao longo da manhã e, por volta das 15h15, caíam 7,66%. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha baixa de 0,69%, a 93.712,21 pontos.

Após o fechamento da Bolsa ontem, a Natura confirmou que fechou acordo para a compra da concorrente norte-americana Avon. Durante a sessão de ontem, as ações da marca de cosméticos brasileira subiram em meio às expectativas de fechamento do negócio.

Nova empresa é avaliada em US$ 11 bi

A Natura confirmou, em comunicado ao mercado, a compra da Avon por aproximadamente US$ 3,7 bilhões (cerca de R$ 15 bilhões), criando um grupo avaliado em US$ 11 bilhões (cerca de R$ 44,5 bilhões). A operação será feita por meio da troca de ações entre as duas companhias.

A marca brasileira vai controlar cerca de 76% do grupo, e o restante será detido pelos acionistas da Avon. A transação precisa ser aprovada pelos acionistas de ambas as empresas, bem como por autoridades de combate à concentração de mercado. A conclusão da operação é esperada para o começo de 2020.

Segundo o comunicado, este será o "o quarto maior grupo exclusivo de beleza no mundo", com faturamento bruto anual superior a US$ 10 bilhões, mais de 6,3 milhões de representantes e consultoras, 3.200 lojas, mais de 40 mil colaboradores e presença em cem países.

(Com Reuters)

Natura confirma compra da Avon e cria grupo avaliado em US$ 11 bilhões

AFP

Mais Cotações