IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Ações da Petrobras caem após Prates assumir presidência

Nomeação de Jean Paul Prates para a presidência da Petrobras foi aprovada hoje pelo conselho de administração por unanimidade - Roque de Sá/Agência Senado
Nomeação de Jean Paul Prates para a presidência da Petrobras foi aprovada hoje pelo conselho de administração por unanimidade Imagem: Roque de Sá/Agência Senado

Do UOL, em São Paulo

26/01/2023 15h35Atualizada em 26/01/2023 19h40

As ações da Petrobras ficaram entre as maiores baixas na Bolsa de Valores hoje, após o indicado do presidente Lula (PT), Jean Paul Prates, assumir a presidência da companhia.

As ações ordinárias da estatal (PETR3) fecharam o pregão com queda de 2,63%, negociadas a R$ 29,62; enquanto as preferenciais (PETR4) caíram 2,75%, valendo R$ 26,62.

Os baixas nos papéis da Petrobras ficaram atrás apenas de Hapvida (HAPV3, 3,71%), Suzano (SUZB3, 2,93%) e Cemig (CMIG, 2,82%).

O Ibovespa encerrou quase estável, com leve queda de 0,08%, aos 114.177,55 pontos.

Prates, que deixou ontem o cargo de senador da República pelo PT do Rio Grande do Norte, assume o comando da petroleira sob pressão do governo para mudar a política de preços da companhia, hoje norteados pelo mercado internacional.

Uma ruptura brusca na trajetória dos preços de combustível poderia desequilibrar o mercado e causar risco de desabastecimento. Entretanto, especialistas do mercado consultados pela agência Reuters não esperam uma alteração significativa no curto prazo.

"Ele mesmo [Prates] já deixou claro que não vai deixar que a política de preços não siga um comportamento internacional", disse o sócio-diretor da Raion Consultoria, Eduardo Oliveira de Melo.