ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Empreendedorismo

Livro mostra como Alice, Coelho Branco e Gato Risonho ajudam uma empresa

Divulgação
Curiosidade é desejável ao empreendedor; na foto, a atriz Mia Wasikowska, que interpretou Alice no cinema Imagem: Divulgação

Larissa Coldibeli

Do UOL, em São Paulo

29/12/2014 06h00

O que o Coelho Branco, o Gato Risonho, o Chapeleiro Maluco e a Rainha de Copas têm para ensinar aos empreendedores? Muito, segundo a psicóloga e professora de educação empreendedora Mara Sampaio. Ela é autora do livro “Atitude empreendedora – descubra com Alice seu País das Maravilhas” (Editora Senac).

Segundo a psicóloga, assim como a heroína Alice, do autor Lewis Carroll, o empreendedor deve ser curioso, estar disposto a correr riscos e ir atrás de seus sonhos. Mas, além de ter esses traços internos, é preciso estar aberto para extrair aprendizados e benefícios das situações e pessoas que encontra pelo caminho.

“A analogia com a história da Alice é uma forma lúdica de mostrar que o comportamento empreendedor é fundamental para uma empresa dar certo. A partir da análise dos personagens, faço uma abordagem técnica das competências que um empreendedor precisa ter”, afirma.

Veja abaixo as lições que cinco personagens de “Alice no País das Maravilhas” podem dar aos empresários:

As lições empresariais de 'Alice'

  • Reprodução/IMDB

    Coelho Branco: ver a oportunidade

    O Coelho Branco representa a oportunidade vislumbrada por Alice. Quando ela resolve segui-lo, abre-se um mundo de descobertas. "Só a Alice vê o Coelho Branco, assim como só quem tem o olhar empreendedor identifica uma oportunidade de negócio", afirma Mara Sampaio, autora de livro sobre lições empreendedoras de "Alice no País das Maravilhas"

  • Reprodução/IMDB

    Gato Risonho: ter um objetivo

    Na história de Carroll, o gato mostra a Alice a importância de saber que caminho seguir. Para Mara Sampaio, ele representa a parte racional. "É dele uma das frases mais emblemáticas do livro, quando pergunta a Alice aonde quer ir e ela não sabe. Ele afirma que, para quem não sabe seu rumo, qualquer caminho serve. Aí está a importância de se definirem metas e ter persistência para atingi-las"

  • Reprodução

    Chapeleiro Maluco: saber inovar

    Representa a criatividade. Para Sampaio, todo empreendedor deve deixar aflorar o seu lado Chapeleiro Maluco para promover inovações no negócio. "Quando vemos alguém fazendo algo fora do usual, tendemos a enxergá-lo como um desajustado. Muitas vezes, no entanto, é de cabeças como a dele que brotam as ideias que, postas em prática, podem provocar transformações importantes na vida das pessoas"

  • Reprodução/IMDB

    Lagarta Azul: ter autoconfiança

    Seu papel é levar Alice a pensar sobre sua identidade e seu desenvolvimento pessoal, estimulando o autoconhecimento e a autoconfiança. "Quem não se conhece não sabe seus limites e suas potencialidades. Saber controlar as reações emocionais em situações difíceis ou confiar na própria capacidade de lidar com um desafio não é um processo simples e exige persistência e dedicação pessoal"

  • Reprodução/IMDB

    Rainha de Copas: encarar desafios

    Sua principal fala na história de Carroll é "cortem-lhe a cabeça", proferida sempre que encontra adversidades. O empreendedor, no entanto, precisa saber lidar com elas, pois serão muitas. "A vida de um empreendedor é feita de desafios e esforço para superar as dificuldades. Se ele se reconhecer como protagonista da própria história, vai buscar os meios para superá-los e chegar ao sucesso"

Ficha técnica:

"Atitude Empreendedora - Descubra com Alice seu País das Maravilhas"

Autora: Mara Sampaio

Editora: Senac

Preço sugerido: R$ 69,90

Mais Empreendedorismo