Bolsas

Câmbio

Trio fatura primeiro milhão com almofadas de 'cocozinho' e emojis

Márcia Rodrigues

Colaboração para o UOL

Um bate-papo sobre como a tecnologia influencia o jeito que as pessoas se comunicam inspirou os amigos Charles Simão, Marcelo Abritta e Bruno Scolari a abrir a FofoStore. A empresa produz almofadas de emojis, desenhos que ilustram emoções nas conversas virtuais. Em 10 meses, faturou R$ 1,5 milhão (lucro não informado). A mais vendida tem forma de cocozinho e custa R$ 79,90.

A companhia começou vendendo os produtos pela internet. Mas o negócio já ocupa espaços físicos. Em agosto de 2015, foram inaugurados os dois primeiros quiosques em Belo Horizonte (MG), onde é a sede da empresa. Na sequência, foi aberto um quiosque em um shopping de São Paulo.

A FofoStore trabalha com sete modelos de almofadas: love (rosto com corações no lugar dos olhos), chorando de rir, piscadinha, beijinho, sorrizão, feliz e o cocozinho, que é o campeão de vendas. A ideia é lançar novos modelos.

Das cerca de três mil peças comercializadas por mês, 25% são do cocozinho, que custa R$ 79,90. O preço das demais unidades é de R$ 69,90. O kit com as sete almofadas sai por R$ 349,90. Há, ainda, um conjunto de chaveiros, com imitação de todos os símbolos, que custa R$ 89,90.

Capital de sócio e de investidores impulsionou negócio

Simão diz que Abritta sempre manifestava interesse em abrir um negócio em sociedade. "Daí surgiu a ideia das almofadas de emojis, mas não tínhamos dinheiro. Foi quando ele falou sobre a oportunidade para outro amigo, o Bruno, e ele resolveu entrar com o capital que precisávamos para começar."

Scolari investiu R$ 200 mil no negócio, que iniciou as operações em novembro de 2014. Mas a pesquisa de mercado, contato com fornecedores e desenvolvimento do site começou seis meses antes. Em abril de 2015, os empresários conseguiram mais R$ 450 mil de investidores-anjo para começar a expansão por lojas físicas.

"Estamos buscando um novo aporte para intensificar a ampliação das lojas. Nossa expectativa é de abrirmos 50 quiosques em todo o país até o fim de 2016." Segundo Simão, nos próximos meses os quiosques deverão ser o carro-chefe do negócio e a internet um canal complementar de vendas.

Peças são atrativas para decoração

De acordo com Denise Bertolini Teixeira, designer de interiores do escritório de arquitetura BeliArq, as almofadas emojis podem ser usadas facilmente na decoração de ambientes comerciais (lojas e escritórios), quartos infantis e apartamentos modernos.

"A tecnologia é a principal ferramenta de comunicação das pessoas hoje em dia. E os emojis estão presentes em todas as conversas, seja no Whatsapp, Facebook, Instagram e outras redes sociais. Usar as almofadas em um ambiente físico é uma forma de trazê-los para a vida real."

Negócio tem potencial, mas é fácil de copiar

Para Marcelo Sinelli, consultor do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o negócio é atrativo, tem potencial e corre o risco de ser copiado. "Não é difícil copiar a ideia e com preços mais em conta, já que uma almofada sai por R$ 69,90, no mínimo."

Na opinião de Sinelli, é importante ter um diferencial, já que as figuras não são novidade. Para o consultor, há marcas que se consagraram no mercado por criar peças únicas. Um caminho para FofoStore manter o crescimento seria lançar outras linhas originais.

Onde encontrar:

FofoStore: www.fofostore.com.br

Tetraplégico comanda franquia de camisetas nerds por sensor 

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos