Bolsas

Câmbio

Pedagoga usa carro como mostruário móvel e aumenta venda de sapatos em 70%

Larissa Coldibeli

Colaboração para o UOL, em São Paulo

A pedagoga Leonídia Ayres, 40, estava em busca de renda extra quando virou franqueada da Miarte, com uma loja virtual de calçados em Barreiras, no interior da Bahia. Para driblar a resistência dos clientes em comprar pela internet, ela transformou o próprio carro em um showroom ambulante e, com isso, aumentou as vendas em 70%.

"Percebi que, na minha região, as pessoas gostam de conhecer o produto antes de comprar. Comecei com um pequeno mostruário que levava para amigas e parentes até que fui num evento com vários food trucks e surgiu a ideia da loja móvel", diz.

Ela e o marido desenvolveram o projeto e investiram cerca de R$ 1.900 na adaptação de um dos carros da família, um Fiat Doblò. Passaram a fazer vendas também em eventos, além de ir até a casa das clientes em visitas agendadas.

A novidade foi lançada em julho, na Expoagro, uma das principais feiras da região. De lá para cá, já participaram de outros seis eventos.

"As vendas aumentaram significativamente. Mesmo se eu não tenho o produto a pronta entrega no tamanho desejado, as clientes já fazem a encomenda comigo na hora, sem precisar acessar a loja virtual", declara.

Ela diz que ainda não teve retorno sobre o investimento, mas está satisfeita com os resultados. Os sapatos vendidos por ela custam de R$ 64 a R$ 149,90.

Franquia paga comissão por vendas

A franquia Miarte consiste em uma loja de calçados virtual personalizada. A adesão custa a partir de R$ 149,90. O faturamento do franqueado é por meio de comissões sobre as vendas, que variam entre 15% e 20%. Não é necessário constituir empresa nem administrar estoque ou entregas – isso é responsabilidade da franqueadora.

O showroom móvel não faz parte do modelo de negócio da franqueadora, mas, segundo Ricardo de Moraes, CEO da Miarte, é um exemplo positivo dentro da rede. "A franqueada identificou uma oportunidade de vender mais, colocou em prática e está colhendo os frutos. Buscamos pessoas com esse perfil empreendedor para nossa rede."

Ele diz que a empresa estimula que os franqueados tenham um mostruário de produtos para alavancar as vendas, e que a opção oferecida é uma mala customizada, que vem com cerca de 20 pares.

"Nosso modelo de negócio é venda baseada em relacionamento, ou seja, para a rede de contatos do franqueado. Ter um mostruário é uma forma de quebrar a barreira da impessoalidade da internet", declara. A empresa afirma ter mais de 10 mil franqueados em todo o Brasil.

Há resistência em comprar roupa e sapato online

Para o consultor especializado em franquias Paulo Ancona, da Vecchi Ancona, apesar de não ser um modelo convencional, o negócio pode ser caracterizado como franquia, pois vende produto exclusivo, trabalha o marketing e possui gestão. "Pode ser a principal fonte de renda de algumas pessoas, mas pode ser encarada como um bico por outras." 

Ele diz que, de fato, ainda há resistência para compras online, principalmente de roupa e sapato. "O cliente tem a necessidade de tocar, de ver o caimento, de conferir se serve. A franqueada encontrou uma saída criativa para driblar este problema. Assim, ela e a marca ficam mais conhecidas."

Onde encontrar:

Leonídia Shoes: www.miarte.com.br/leonidiashoes

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos