Bolsas

Câmbio

Casal vende produtos eróticos, faz bingo sensual e ensina idosos e virgens

Márcia Rodrigues

Colaboração para o UOL, em São Paulo

A gestora de recursos humanos Leila Campos, 50, diz que sempre gostou de frequentar sex shop. Quando resolveu abrir um negócio, decidiu que seria nessa área. Em novembro de 2013, criou a Mata Hari Boutique Sensual, em Macaé (RJ).

Ela e o marido, Ricardo Vieira, 59, começaram a vender produtos e cosméticos eróticos, dar palestras sobre sexualidade para mulheres, casais, idosos e pessoas inexperientes, além de cursos de pompoarismo (exercícios para a musculatura vaginal).

A empresa também promove eventos, como chá de lingerie e bingo sensual --na cartela, junto com os números, há temas, como sexo oral, orgasmo, massagem erótica, preliminares etc.. "Antes de começar o sorteio, eu falo um pouco sobre sexualidade. Depois, quando começa o jogo, a cada número que sai, nós conversamos sobre o assunto que vem junto com ele. Falamos sobre as experiências da plateia e damos dicas", diz a empresária.

Chá de Lingerie, pompoarismo e consultoria de lua de mel

Veja mais detalhes sobre os serviços oferecidos pela empresa:

  • Bingos sensuais: são feitos em dois formatos. O primeiro é para um grupo fechado de amigos, com até 25 pessoas (a maioria mulheres, segundo Campos). O outro é aberto ao público em geral, com divulgação do evento na página do Facebook da empresa, para até 60 pessoas. Independentemente do formato, custa R$ 30 a cartela, com direito a um café com aperitivos.
  • Chá de lingerie: realizado no auditório da empresa, inclui palestra sobre sensualidade e sexualidade e exposição de produtos. Não há limite de convidadas e custa R$ 700. "Eu dou brindes para a noiva e as convidadas, além de levar máscaras e plaquinhas divertidas."
  • Curso de pompoarismo: pode ser feito individualmente ou em grupo. Durante as 3h30 de aula, são ensinadas 25 técnicas (método da professora e escritora Regina Racco). Custa R$ 300.
  • Consultoria de Lua de Mel: atende, principalmente, noivas evangélicas e virgens, que desconhecem assuntos relacionados à sexualidade, segundo a empresária. O custo é de R$ 300 o casal.
  • Confraria do Salto: evento feito uma vez por ano que trata de temas como autoestima, sexualidade e autoconhecimento da mulher. O valor é de R$ 50.
  • Palestras para idosos: aborda a sexualidade do idoso e os cuidados com infecções sexualmente transmissíveis. O preço é de R$ 700 para o grupo de cinco pessoas. "Muitos acreditam que a sexualidade acaba com a idade. O que não é verdade."
  • Terapia sexual: o casal faz, em média, 20 atendimentos por mês como consultores de sexualidade. Custa R$ 90 a sessão. "Já chegamos a atender 40 em um único mês", diz ela.  Ambos estão concluindo o curso de pós-graduação em Terapia Sexual (Cefatef/Doctum-SP).

Bolinhas excitantes são as peças mais baratas

O produto mais barato vendido pela empresa --que mantém uma butique funcionando em horário comercial-- são as bolinhas excitantes, que prometem facilitar o orgasmo feminino. Elas custam R$ 12. O item mais caro é o gel de massagem sensual, que custa R$ 65.

Os cosméticos mais vendidos são o gel excitante (R$ 31,90) e o gel beijavel, para prática de sexo oral (R$ 19). Por mês, são vendidos 7.000 cosméticos, segundo a empresária.

O investimento inicial foi de R$ 200 mil. O faturamento em 2016 foi de R$ 100 mil e o lucro não foi revelado. As informações são da própria empresa.

Mercado tem pouca concorrência

Para Fabiano Nagamatsu, consultor do Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo), o mercado erótico e, principalmente, de educação e saúde sexual ainda é pouco explorado e tem grande potencial de crescimento.

"A concorrência é muito pequena, o que propicia um crescimento muito rápido da empresa que investir no segmento."

O consultor avisa, no entanto, que a falta de conhecimento sobre o assunto pode gerar rejeição inicialmente.

"A maioria dos consumidores é muito conservadora e não tem a mente aberta para discutir e explorar a sua sexualidade. Quem for investir na área deve fazer muita divulgação, associar sexualidade com saúde e bem-estar para atrair novos clientes."

Dono de sex shop evangélico faz papel de terapeuta de casais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos