PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Empreendedorismo

Ela vendia flor no cemitério, agora tem empresa para pets e fatura R$ 1 mi

Regina Herculano Pinto lançou a marca Adoleta Diversão Pet em 2019 - Divulgação
Regina Herculano Pinto lançou a marca Adoleta Diversão Pet em 2019 Imagem: Divulgação

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/02/2022 04h00

Dos 9 aos 12 anos de idade, Regina Herculano Pinto vendeu flores de papel crepom na porta do cemitério, em Campina Grande (PB). Depois, foi vendedora de roupas e trabalhou em sapataria. Juntou R$ 2.000 para comprar uma barraca de camelô, mas foi impedida pelo pai. Hoje, ela é CEO da Adoleta Diversão Pet, empresa de brinquedos e tapetes higiênicos para pets. Faturou R$ 1 milhão no ano passado.

Regina conta que sempre teve essa veia empreendedora. Aos 7 anos, em 1990, ela vendia papel de carta na escola. Aos 9, pegava material da mãe (Lúcia), que era professora, e fazia flores de crepom para oferecer na entrada do cemitério, que ficava a 500 metros da sua casa. Fez isso até os 12 anos, mas somente em datas comemorativas (Finados, Dia das Mães, Dia dos Pais e Natal). Ganhava R$ 20 por dia.

"Não sei se as pessoas compravam as flores de crepom porque as achavam bonitas ou por eu ser criança", declarou Regina, 38.

Sonho de ser camelô

Aos 13 anos, ela "abriu" uma lojinha de roupas no seu quarto. Com a ajuda dos pais, comprava as peças de uma amiga da família e revendia para a vizinhança, professores e amigos da escola. "No intervalo das aulas, as pessoas sempre me encontravam na sala dos professores, vendendo roupas", disse.

Regina abriu sua conta no banco aos 14 anos. Aos 16, começou a trabalhar nas férias escolares em uma sapataria para "ganhar salário". Juntou R$ 2.000 para, enfim, realizar um sonho: trabalhar como camelô.

Meu sonho era ser camelô. Quando juntei dinheiro e ia comprar a barraca de camelô, meu pai não deixou. Ela dizia que eu tinha que estudar. Chorei tanto.
Regina Herculano Pinto, CEO da Adoleta Diversão Pet

Segundo ela, o pai, Manoel, que era vendedor, sempre priorizou a educação das três filhas. Duas se formaram em enfermagem, e Regina foi cursar zootecnia.

"Cursava por cursar, porque não queria ser zootecnista. Com o tempo, conheci zootecnistas que trabalhavam com vendas. Isso me animou", afirmou.

Vendedora de produtos para animais

Antes de terminar o curso, ela já era balconista de uma distribuidora agropecuária na cidade; depois virou vendedora externa —percorria o sertão da Paraíba para vender linha de produtos (ração, medicamentos, etc.) para animais de grande porte (como gado e cavalo).

Depois, mudou para uma distribuidora maior, onde passou a trabalhar com a linha pet (animais de estimação). Foi ali que teve a ideia de ter uma distribuidora própria. Em 2014, Regina abriu a Garra Animal, distribuidora de produtos pets no estado da Paraíba, com investimento de R$ 30 mil.

Criação da marca Adoleta

Em 2019, ela lançou no mercado a marca Adoleta Diversão Pet, de brinquedos para cães e gatos. Hoje, são mais de 120 produtos no portfólio, entre eles uma linha de brinquedos de aromaterapia (que exalam essências com efeito calmante) para cães, e tapetes higiênicos.

Os brinquedos e os tapetes higiênicos são fabricados na China. A Adoleta não tem loja própria nem e-commerce. Os produtos podem ser encontrados em parceiros distribuidores e representantes comerciais. O contato pode ser feito pelo WhatsApp: (83) 98825-0729.

O investimento inicial na Adoleta foi de R$ 400 mil. Em 2021, a empresa faturou R$ 1 milhão (crescimento de quase 150% em relação ao ano anterior). O lucro não foi revelado.

Regina diz que, em cinco anos, sua meta é montar a fábrica de tapetes higiênicos em Campina Grande.

Empresa tem "pegada de inovação", diz consultora

Jane Albinati, veterinária e consultora de negócios do Sebrae-SP, destaca a veia empreendedora de Regina desde pequena. "Ela tem iniciativa, é persistente, traz experiências na área de vendas, investe em pesquisas e conhecimento", disse.

Segundo ela, a Adoleta Diversão Pet tem "pegada de inovação", com a linha de aromaterapia. "Ela enxerga oportunidades e foi buscar um nicho dos brinquedos para pets. Afinal, o empreendedor enxerga oportunidades onde os outros não veem."

A consultora diz, no entanto, que, apesar de próspero, o segmento pet é também muito competitivo. "É preciso sempre buscar se diferenciar. Para isso, vale ficar de olho nos concorrentes e em tudo que traga inovação para os produtos", explicou. Outra dica, segundo Jane, é trabalhar para fortalecer a marca e seu posicionamento no mercado.

Onde encontrar:

Adoleta - https://www.adoletadiversaopet.com.br/

Empreendedorismo