IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Ele foi um bebê abandonado no entulho, e hoje fatura R$ 216 mi com saúde

Alex Araújo é dono da 4Life Prime, empresa de saúde ocupacional, que faturou R$ 216 milhões em 2022 - Divulgação
Alex Araújo é dono da 4Life Prime, empresa de saúde ocupacional, que faturou R$ 216 milhões em 2022 Imagem: Divulgação

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/02/2023 04h00

Alex Araújo foi abandonado recém-nascido em uma caçamba de entulho, em meio a pedras, madeiras e outros restos de construção, ao lado da maternidade onde nasceu, em São Paulo. Ele foi resgatado e levado de volta para o hospital, teve alta e foi adotado por um casal.

Hoje, aos 41 anos, Araújo é dono da 4Life Prime, empresa de saúde ocupacional. Em 2022, a empresa teve um faturamento de R$ 216 milhões, com lucro de R$ 84 milhões.

Como ele foi abandonado e adotado

  • Ele nasceu em 1981 em um hospital na Vila Mariana, na zona sul de São Paulo, foi abandonado recém-nascido em uma caçamba de entulho e resgatado por um segurança da obra horas depois.
  • De volta ao hospital, ficou internado alguns dias e foi entregue à Seicho-No-Ie, instituição religiosa de origem japonesa; um casal do grupo o adotou.
  • Dirce e Pedro, seus pais adotivos, já tinham quatro filhos biológicos.

Nunca tive a intenção de procurar minha família biológica, por ter sido adotado por uma família que me proporcionou uma vida boa, repleta de carinho e atenção.
Alex Araújo

Veja como foi sua trajetória profissional

  • Seu primeiro emprego foi na Selt Engenharia, em 2000, em Itapecerica da Serra (SP). Araújo tinha 18 anos e trabalhava como ajudante geral.
  • Em 2001, ingressou na empresa Pomar (fabricante do suco Izzy) como vendedor externo. Depois, passou a supervisor de vendas.
  • Em 2006 entrou como gerente de contas no Santander. Em 2009, foi promovido a gerente de relacionamento.
  • Meses depois, aderiu a um programa de demissão voluntária do banco.
  • "Sempre tive vontade de empreender, e vi nessa demissão com bônus uma boa oportunidade de realizar esse sonho", declara.
  • No final de 2009, ele e sua mulher, Paola, compraram uma grande choperia em Sorocaba (SP).
  • O casal manteve a choperia aberta por quatro anos e meio, mas, sem o planejamento financeiro adequado, acumulou uma dívida de R$ 450 mil. A choperia fechou no final de 2013.

Como ele se tornou dono da 4Life Prime

  • Em 2015, recebeu uma oferta de trabalho de gerente na 4Life Prime, empresa do mercado de saúde e segurança do trabalho.
  • Em um ano, ele trocou o comissionamento de R$ 2,5 milhões que ganharia no período por um percentual de 35% da empresa. Virou sócio.
  • Na pandemia, em 2020, ele comprou o restante da empresa. O valor da transação não foi revelado.

Como é a 4Life Prime

  • A 4Life Prime oferece serviços personalizados para outras empresas, como realização de exames admissionais e demissionais, acompanhamento médico periódico dos funcionários e avaliações das condições de trabalho, entre outros.
  • O portfólio tem cerca de 3.000 empresas cadastradas (cerca de 700 mil vidas); entre elas CCR Rodovias, Alcoa e Mastercard.

Faturou com teste de covid

Em 2021, em plena pandemia, a 4Life Prime implantou um programa de testes para covid-19 para as empresas.

Para isso, importava testes da China. Durante oito meses, chegou a importar 18 contêineres mensais. O faturamento médio mensal passou de R$ 15 milhões para R$ 23 milhões.

Ele soube aproveitar as oportunidades, diz consultor

Alexandre Giraldi, consultor de negócios do Sebrae-SP, diz que Alex Araújo mostrou ao longo de sua trajetória características empreendedoras.

Veja o que ele disse:

  • Quando era funcionário de alguma empresa, Araújo já se mostrava um empreendedor. "Certamente, ele é daqueles que, mesmo que a casa não seja dele, ela estaria sempre limpa e organizada. Isso acontece porque se trata de uma característica comportamental da pessoa", declara Giraldi.
  • Araújo foi extremamente persistente, mesmo trabalhando em áreas distintas.
  • Sua rede de relacionamentos (carteira de clientes) foi decisiva para o seu sucesso profissional.
  • Ele soube aproveitar as oportunidades, quando, na pandemia, enxergou a necessidade de as empresas fazerem testes de covid em seus funcionários.
  • Ele aprendeu com os próprios erros, após o negócio mal planejado da choperia.

A sua história de vida, de abandono pela mãe biológica, não o fez assumir um papel de vitimismo, mas, sim, de conquistas. Ele entendeu que não é de onde você vem, mas para onde você quer ir.
Alexandre Giraldi, consultor de negócios do Sebrae-SP

Onde encontrar:

4Life Prime - https://4lifeprime.com.br/