Bolsas

Câmbio

CEO do Twitter abre mão de salário e bônus pelo 3º ano seguido, diz empresa

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Divulgação

Jack Dorsey, CEO do Twitter e um dos fundadores da rede social, abriu mão de receber salário e benefícios em 2017 pelo terceiro ano seguido, afirmou a empresa em documento enviado nesta quinta-feira (12) à Securities and Exchange Comission (SEC), órgão que fiscaliza o mercado financeiro nos EUA.

Leia também:

Segundo a empresa, Dorsey tomou essa decisão "como prova de seu comprometimento e por acreditar no potencial de geração de valor do Twitter no longo prazo". Um perfil elaborado pela revista "Forbes" indica que a fortuna de Dorsey é estimada em US$ 3,6 bilhões (cerca de R$ 12,3 bilhões).

O presidente do Twitter, Omid Kordestani, recebeu US$ 50 mil de salário em 2017, além de mais de US$ 2 milhões em ações por bom desempenho. O diretor financeiro Ned Segal recebeu US$ 165.385 de salário, mais US$ 300 mil de bônus e US$ 13,8 milhões em ações por bom desempenho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos