PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

IR 2021: Veja como declarar tratamento de saúde pago em parcelas

Devido ao custo alto, é comum as pessoas parcelarem o tratamento. Veja se você deve declarar o valor total ou só as parcelas. - Korrawin/IStock
Devido ao custo alto, é comum as pessoas parcelarem o tratamento. Veja se você deve declarar o valor total ou só as parcelas. Imagem: Korrawin/IStock

Colaboração para o UOL, de São Paulo

14/05/2021 04h00

Os elevados custos de tratamentos de saúde levam muitas pessoas a optar pelo parcelamento de gastos com as despesas médicas. Declarar os pagamentos para médicos, dentistas, hospitais e clínicas no Imposto de Renda 2021 é simples.

Porém, quando o parcelamento da despesa é longo, e se estende de um ano para o outro, podem surgir dúvidas sobre como informar os valores gastos na declaração. Veja como proceder.

Declare no IR 2021 apenas o valor pago em 2020

Se você dividiu o pagamento do tratamento de saúde em várias parcelas, seja no boleto, cartão ou outra forma de pagamento, apenas os valores efetivamente pagos no ano passado devem ser declarados no IR 2021.

Não informe o valor total do tratamento se ele ainda não foi completamente pago. Declare apenas o que foi pago ao longo do ano passado até 31/12/2020.

Caso ainda tenham sobrado parcelas para pagar em 2021, os valores dessas parcelas serão lançados apenas na declaração do ano que vem.

Veja um exemplo prático

Suponha que você fez uma cirurgia em uma clínica, que custou R$ 12 mil. A despesa foi dividida em 12 parcelas mensais, sendo que a primeira foi paga em setembro do ano passado,

Portanto, você deverá declarar no IR 2021 os valores pagos entre setembro e dezembro. São quatro parcelas de R$ 1.000,00 totalizando R$ 4.000,00.

Lembre-se que os R$ 8.000,00 restantes serão pagos ao longo de 2021. Portanto, somente deverão ser informados na declaração do ano que vem (IR 2022)

Como preencher a declaração

Localize no menu do lado esquerdo da tela do programa do IR 2021 a ficha "Pagamentos Efetuados". Clique em "Novo".

Escolha o código da despesa de acordo com o pagamento feito. Se a despesa foi paga diretamente ao médico, selecione o código "10 - médicos no Brasil". Se o pagamento foi feito a um hospital ou clínica, selecione o código "21 - Hospitais, clínicas e laboratórios no Brasil".

IR saude 1 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Em seguida, selecione quem fez o tratamento, se você (titular), dependente ou alimentando. As notas fiscais, recibos e boletos das parcelas devem estar com nome e CPF dessa pessoa.

Na sequência, Informe o nome e CPF ou CNPJ do médico ou clínica que prestou o serviço e emitiu a nota fiscal ou recibo.

No campo "valor", informe quanto efetivamente pagou pelo tratamento em 2020, conforme já foi explicado acima.

Caso tenha recebido algum reembolso do plano de saúde pelo procedimento, informe a quantia reembolsada no campo "parcela não dedutível/valor reembolsado".

Clique em "OK" para concluir o preenchimento da ficha.

IR saude 2 - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Se você fez pagamentos separados para médico e hospital, repita o processo descrito acima. Ou seja, abra uma nova ficha para cada prestador de serviço e informe os valores efetivamente pagos a ele no ano passado.

Guarde os comprovantes por cinco anos

Todas as despesas devem ser comprovadas por meio de recibos, notas fiscais e contrato de prestação de serviço.

As despesas com saúde podem ser deduzidas integralmente da base de cálculo do Imposto de Renda, sem limite de valor, desde que você opte pelo modelo completo de tributação na declaração.

Guarde os comprovantes por no mínimo cinco anos após o envio da declaração. Esse é o período que a Receita pode questionar os valores declarados.