PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Buscando o investimento perfeito? Veja o que é preciso fazer e o que evitar

Conteúdo exclusivo para assinantes
Valter Police

Valter Police

Planejador Financeiro CFP(R), é o Head da Academia Fiduc, além de administrador de carteiras registrado na CVM.

12/10/2020 04h00

A maior parte de nós, quando começa a investir, busca o investimento perfeito. É aquele que tem altos retornos desde os primeiros momentos, de forma consistente, e que transformaria qualquer pessoa em milionário em pouco tempo. Te convido a me acompanhar nessa busca e ver o que podemos concluir.

Pense no seguinte: e se pudéssemos acertar o investimento que vai subir mais nos próximos dias ou semanas? A ação ABC, o dólar etc.. Tudo resolvido, não é mesmo? Será que é possível?

Eu acho que seria possível, mas só se tivéssemos uma versão voltada para o mercado financeiro do almanaque dos esportes, usado no filme "De Volta para o Futuro". Tudo seria muito fácil. Bastaria investir naquela ação ou outro investimento que apresentasse a maior rentabilidade no futuro próximo e estaríamos milionários rapidamente. No entanto, não temos esse almanaque.

Bom, mas será que alguém consegue antever os movimentos do mercado e identificar qual investimento terá maiores ganhos, como no filme "Sem Limites", no qual o ator Bradley Cooper vive um personagem que toma um pílula e faz uma fortuna em poucos dias?

A internet nos faz pensar que alguém pode ter essa capacidade. Uma rápida busca traz uma série de métodos, dicas, cursos, relatórios e ferramentas que te induzem a pensar que qualquer um teria resultados altos, rápidos e consistentes. Em outras palavras, poderíamos encontrar o investimento perfeito.

Enquanto vejo essas propagandas, me pergunto: se os métodos funcionam com tamanha consistência e retornos tão altos, por que essas pessoas vendem cursos, ferramentas e relatórios já que usar seus métodos tornariam qualquer um milionário em pouco tempo? Eles não precisariam vender mais nada. Falta lógica nessa questão.

Assim, a resposta é simples: não existe ninguém com a capacidade de acertar consistentemente quais serão os investimentos de maior rentabilidade em um futuro próximo. Além disso, você acha que, se alguém tivesse essa informação, passaria para mim ou para você? É claro que não. Essa é a verdade.

Desta forma, o investimento perfeito não pode ser aquele que tem altos retornos desde os primeiros momentos e de forma consistente, porque isso não existe. Ele deve ter boas expectativas de retorno, com o mínimo risco possível.

Seguindo na nossa jornada, pense comigo: se houvesse um ativo (ação, título de renda fixa) ou uma classe de ativos (câmbio, por exemplo), cujas características indicassem que ele é a melhor opção para ter altos retornos com o mínimo de risco, todos os investidores teriam apenas esse ativo. Isso não acontece no mundo real por um motivo simples: ninguém sabe realmente se essa é a melhor opção. Portanto, o investimento perfeito também não pode ser apenas um investimento. Ele deve ser composto de vários investimentos diferentes, que formam uma carteira diversificada, dadas as incertezas que sempre existem.

Mesmo montando uma carteira diversificada e sabendo que não ficaremos ricos da noite para o dia, os desafios não param por aí. Será que uma carteira criada hoje ainda será a melhor nos próximos meses ou anos? Provavelmente não. É por isso que o investimento perfeito precisa ter gestão ativa. Uma carteira deve ser constantemente revista também porque as proporções dos investimentos que a compõem mudam, devido aos retornos desses ativos serem diferentes.

Tamanhas as complexidades envolvidas indicam que o investimento perfeito é uma carteira montada e gerida por profissionais. Achar que algumas pesquisas no Google podem equiparar sua capacidade à de grandes gestores é uma ilusão.

Em resumo, o investimento perfeito não é mágico nem é apenas um ativo. Ele deve ser composto por uma carteira bem diversificada e ter gestão ativa. Contar com gestores profissionais, com interesses alinhados aos seus, é o caminho. Enquanto muitos investidores correm atrás de milagres, os bons investidores usam essa receita, e seus resultados comprovam a eficiência.

Mais importante ainda, o investimento perfeito precisa ser feito individualmente, para buscar os objetivos de vida. Assim, o meu investimento perfeito é diferente do seu.

Desta forma, ao pensar em investimentos, foque nos seus objetivos, nos prazos, nas necessidades de retorno e na sua tolerância aos riscos envolvidos. A partir daí, tenha uma carteira diversificada feita por equipes de gestão profissional. Você não ficará rico da noite para o dia, mas seus investimentos te aproximarão de seus objetivos de vida. Afinal, é isso que faz um investimento ser perfeito.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE