PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

4 dicas financeiras para casais que querem crescer juntos

Felipe Cozer

29/12/2021 04h00

Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 57% das separações entre os casais, nos últimos dez anos, são motivadas por problemas que envolvem as finanças. Por isso, compartilhar os objetivos financeiros pode ser um passo importante para o sucesso da vida a dois.

Veja 4 dicas financeiras que podem colaborar para o enriquecimento da sua família.

1) Falar sobre os gastos e recebimentos

Para se ter uma vida financeira a dois equilibrada, é necessário falar sobre dinheiro. Um diálogo aberto e transparente em relação aos gastos e recebimentos é o primeiro passo para iniciar um planejamento financeiro em conjunto.

2) Definir o objetivo e os planos financeiros do casal

Alinhar os objetivos e os planos financeiros do casal é algo que pode motivar e ajudar a controlar as finanças. Por esse motivo, é importante definir e estabelecer uma estratégia para que seja possível alcançar os objetivos e planos financeiros do casal.

3) Montar uma reserva de emergência

Montar uma reserva de emergência é muito importante e pode prevenir o endividamento em caso de um imprevisto. O recomendado é que a reserva de emergência esteja entre três e 12 meses de despesa do casal, em um investimento líquido e seguro.

4) Colocar a vida a dois em primeiro lugar

Não permita que as dificuldades financeiras interfiram negativamente em seu relacionamento. É importante que a vida a dois esteja em primeiro lugar, inclusive acima dos desejos individuais. Caminhe em conjunto com o seu parceiro e seja muito feliz.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo PagBank e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL